MENU

09/02/2021 às 00h00min - Atualizada em 09/02/2021 às 00h00min

Governadores da Amazônia Legal pedem reativação de leitos Covid-19 desabilitados pelo SUS

Secap
Governador Flávio Dino, presidente do Consórcio - Divulgação
Em carta à nação brasileira, os nove governadores da Amazônia Legal solicitaram a retomada imediata da habilitação de leitos de UTI para o tratamento de Covid-19, em meio à crescente de casos em todo o país.

Segundo levantamento do CONASS (Conselho Nacional de Nacional de Secretários de Saúde), o Brasil tinha, em dezembro, 12.003 leitos de UTI Covid habilitados pelo SUS. Em fevereiro, esse número caiu para 3.187.

O Maranhão, que chegou a ter 228 leitos de UTI habilitados pelo SUS, hoje possui apenas 15. Para efeito de comparação, apenas o Hospital das Clínicas Integradas (HCI), uma unidade totalmente Covid aberta pelo Governo do Estado, possui 60 leitos de UTI. No momento, o Maranhão possui 306 leitos de UTI disponíveis na rede estadual de saúde.

Os governadores também pediram a retomada do Auxílio Emergencial, pois a persistência da pandemia gera efeitos sociais e econômicos, como aumento do desemprego e diminuição da renda das famílias brasileiras.

Confira, abaixo, o teor completo da Carta:

CONSÓRCIO INTERESTADUAL DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DA AMAZÔNIA LEGAL

São Luís, 07 de fevereiro de 2021.

CARTA DA AMAZÔNIA À NAÇÃO BRASILEIRA


Pela retomada imediata da habilitação de leitos SUS e outras medidas urgentes frente à pandemia na região. Senhoras e Senhores,

1. Em nome da Amazônia brasileira, nós, governadores da Amazônia Legal, dirigimo-nos a todos para agradecer a solidariedade com a nossa população, em face do difícil momento que atravessamos, notadamente com a sobrecarga dos sistemas hospitalares. Destacamos, em especial, o empenho de todos os Estados brasileiros e dos seus profissionais que estão recebendo e cuidando de pacientes oriundos da nossa região.

2. Enfatizamos que, neste momento, é vital a retomada da habilitação de leitos no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), sob pena de se agudizar o problema do subfinanciamento em meses decisivos no enfrentamento à pandemia.

3. Do mesmo modo, temos a expectativa de que ocorra a retomada imediata do auxílio emergencial, pois a persistência da pandemia gera múltiplos efeitos econômicos e sociais, demandando medidas compensatórias para as famílias.

4. Certos de contarmos com a célere resposta do Governo Federal e com o apoio das autoridades brasileiras, agradecemos os esforços de todos.

FLÁVIO DINO - Governador do Estado do Maranhão “Presidente do Consórcio
GLADSON DE LIMA CAMELI - Governador do Estado do Acre
ANTÔNIO WALDEZ GÓES DA SILVA - Governador do Estado do Amapá
WILSON MIRANDA LIMA - Governador do Estado do Amazonas
MAURO MENDES FERREIRA - Governador Estado do Mato Grosso
HELDER ZAHLUTH BARBALHO - Governador do Estado do Pará
MARCOS JOSÉ ROCHA DOS SANTOS - Governador do Estado de Rondônia
ANTONIO DENARIUM - Governador do Estado de Roraima
MAURO CARLESSE - Governador do Estado do Tocantins

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...