MENU

04/02/2021 às 00h00min - Atualizada em 04/02/2021 às 00h00min

​Adauto Carvalho: “Um balanço positivo”

Ex-presidente fala como encontrou o Imperatriz e sobre a estrutura colocada à disposição da nova Diretoria do “Mais Querido”

Raimundo Primeiro
Adauto Carvalho, ex-presidente do Imperatriz - Foto: Arquivo/O PROGRESSO
Em conversa com a reportagem, o ex-presidente do Imperatriz, empresário Adauto Carvalho, informou ter entregue o cargo com a “missão do dever cumprido”. Ele assumiu a equipe em setembro de 2017. 

Adauto destacou, a propósito, ter deixado, em 30 de dezembro, o comando do Cavalo de Aço com a equipe estruturada, colocando à disposição da atual Diretoria todo o material conseguido durante a sua gestão. Ao todo, 121 itens.

Durante o tempo em que esteve a frente do “Mais Querido”, Adauto Carvalho conseguiu ser vice-campeão maranhense de futebol, em 2018; tricampeão, em 2019; acesso a Série C do Campeonato Brasileiro, em 2018; participação em 2019-2020, na Copa do Brasil; participação na Copa do Nordeste, em 2020; dotar a Casa do Atleta de estrutura necessária ao seu pleno funcionamento: mobília, Departamento Médico, macas, além de materiais para os exercícios funcionais; Clínica  de Fisioterapia e aparelho de ultrassonografia.

Adauto Carvalho ressaltou os esforços empreendidos visando o crescimento do Cavalo de Aço, por meio do empenho dos integrantes da Diretoria por ele comandada. 

No primeiro ano da gestão Adauto Carvalho, o Imperatriz teve direito a uma cota da Copa do Brasil, no valor de R$ 540 mil. A Diretoria conseguiu antecipar, porém, R$ 100 mil, em 2018. O restante, segundo ele, da ordem de R$ 440 mil, “ficou todo penhorado”.

“Nas duas Copas do Brasil, o Imperatriz deixou de receber R$ 700 mil, todo penhorado em ações trabalhistas”, lembrou Adauto Carvalho, acrescentando o time ter recebido, da Confederação Brasileiro de Futebol (CBF), um automóvel Fiat Cronos, que se encontra na concessionária local a disposição da nova Diretoria do Cavalo de Aço.

“Durante a minha gestão, pagamos mais de R$ 900 mil em ações trabalhistas”, frisou Adauto Carvalho, enfatizando fazer um balanço positivo, “pois, dentro das condições, conseguimos trabalhar em prol do Cavalo de Aço”.

Falando sobre o início do Campeonato Maranhense 2021, Adauto Carvalho destacou ter renunciado ao cargo de presidente em tempo hábil, buscando não atrapalhar a participação da equipe no certame.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...