MENU

26/01/2021 às 00h00min - Atualizada em 26/01/2021 às 00h00min

Avião com presidente do Palmas F.R. e quatro jogadores cai; Não há sobreviventes

Da Redação, com informações do Globo Esporte
Lucas Meira, presidente do Palmas FR e empreendedor social - Reprodução
O empresário Lucas Meira, de 32 anos, presidente do Palmas Futebol e Regatas, morreu na manhã deste domingo, 24, num acidente de avião, ao decolar na Capital. Ele é natural de Goiânia e morava em Palmas desde 2007, quando ingressou no curso de Agronomia na Faculdade Católica do Tocantins.

Em nota, o Palmas Futebol e Regatas confirmou que, por volta das 8h15, deste domingo, ocorreu o acidente aéreo envolvendo o presidente do clube Lucas Meira, quando decolava para Goiânia, para a partida entre Vila Nova x Palmas nesta segunda-feira, 25, válida pela Copa Verde.

Sem sobreviventes
Também morreram no acidente o comandante Wagner e os atletas Lucas Praxedes, Guilherme Noé, Ranule e Marcus Molinari. O avião decolou e caiu no final da pista da Associação Tocantinense de Aviação (ATA), no Luzimangues. “Lamentamos informar que não há sobreviventes. Neste momento de dor e consternação, o clube pede orações pelos familiares aos quais prestará os devidos apoios, e ressalta que no momento oportuno voltará a se pronunciar”, afirma a nota do clube.

Empreendedor social
Lucas era empreendedor social, atuou como presidente conselheiro da Rede Nacional de Aprendizagem, Promoção Social e Integração (Renapsi) nos últimos anos, desenvolvendo projetos de formação e acesso ao primeiro emprego para jovens de Palmas e de todo o País. Além da ligação com o esporte, era um grande entusiasta da tecnologia, atuando em startups de educação e mobilidade.

Conheça a trajetória dos jogadores mortos em queda de avião, todos recém-contratados
Quatro jogadores e o presidente do Palmas Futebol e Regatas morreram na manhã deste domingo, num acidente de avião, numa pista de pouso particular  em Luzimangues, Tocantins.

Estavam a bordo os atletas Lucas Praxedes, Guilherme Noé, Ranule e Marcus Molinari. Além dos quatro, a aeronave levava ainda o presidente Lucas Meira e o piloto, Wagner  Machado. Os quatro atletas eram recém-chegados ao clube. Todos foram contratados em 2021. Dois deles tinham 23 anos de idade e o mais velho, 28. Também jovem, o presidente do clube tinha 32 anos. 

Marcus Molinari
Idade: 23 anos/Posição: atacante

Filho do ex-atacante Marinho, que rodou por times do futebol mineiro e se destacou em 2006 no Atlético-MG. Molinari surgiu no Villa Nova-MG, passou pelo time sub-23 do Santos, Tupi, Ipatinga, até chegar ao Palmas em 2021.

Ranule 
Idade: 27 anos Posição: goleiro

Iniciou sua trajetória no Democrata, de Sete Lagoas. Rodou por clubes de Minas Gerais e nos últimos anos atuou por clubes cariocas como Resende e Portuguesa-RJ. Chegou ao Palmas em 2021.

Guilherme Noé
Idade: 28 anos / Posição: Volante/Zagueiro

Começou sua carreira no Corinthians, teve passagem ainda pelas categorias de base do Internacional e desde 2013 rodou por 14 equipes do futebol brasileiro, entre elas Ipatinga, Tupi e Palmas.

Lucas Praxedes 
Idade: 23 anos Posição: lateral-esquerdo

Começou a carreira no Inter de Limeira, se formou no Capivariano e passou por equipes como Marília, Botafogo-PB e Palmas.

IML identifica corpos das vítimas do acidente 
A Polícia Científica afirmou que os peritos oficiais e odontolegistas do Instituto de Medicina Legal (IML), num esforço concentrado, identificaram em apenas cinco horas os corpos das seis vítimas do trágico acidente aéreo, ocorrido nesse domingo, 24, no Distrito de Luzimangues, em Porto Nacional, que matou o presidente do Palmas Futebol e Regatas, Lucas Meira, quatro jogadores e o piloto Wagner Machado Júnior.

Análise da arcada dentária
Conforme a Secretaria Estadual da Segurança Pública (SSP), a identificação dos cadáveres carbonizados foi realizada por meio da análise da arcada dentária. Foram identificados Ranule Gomes dos Reis, 27 anos; Marcus Vinícius Molinari Reis, 23 anos; Lucas Praxedes Carvalho, 23 anos; e Guilherme Afonso Noé, 28 anos, todos jogadores do Palmas Futebol e Regatas; Lucas Vieira da Silva Meira, 32 anos, presidente do Clube, e o piloto Wagner Machado Júnior, 59 anos.

Retirada dos corpos
Os seis corpos já foram liberados para os familiares, mas apenas o do presidente do Palmas foi retirado pela funerária na noite desse domingo. Na manhã desta segunda-feira, 25, os familiares de Lucas Praxedes Carvalho e Marcus Vinícius Molinari Reis também compareceram ao IML para os procedimentos de retirada dos corpos. (Com informações da Ascom da SSP-TO)

FTF decreta luto de 3 dias e adia partida entre Interporto e Tocantinópolis pelo campeonato estadual
A Federação Tocantinense de Futebol (FTF) adiou a partida entre Interporto e Tocantinópolis, pelo Campeonato Estadual Tocantinense 2020, que aconteceria nesse domingo, 24, em razão do acidente aéreo que matou o presidente do Palmas Futebol e Regatas, Lucas Meira, quatro jogadores e o piloto Wagner Machado Júnior. 

O presidente da entidade, Leomar Quintanilha, ainda decretou luto oficial de três dias. 

Confira nota de pesar da FTF:
A Federação Tocantinense de Futebol, profundamente consternada com o trágico acidente aéreo ocorrido nesta manhã em Palmas, que vitimou o presidente do Palmas Futebol e Regatas, Lucas Meira; os atletas Guilherme Noé, Marcus Molinari, Lucas Praxedes, Ranule Gomes, além do piloto da aeronave Wagner Machado, apresenta seus mais profundos sentimentos e se solidariza com familiares e amigos pela inestimável perda de tantos entes queridos. Que Deus possa confortar a todos neste momento de tão intensa dor.

Três presidentes do Palmas Futebol e Regatas morreram de forma trágica
Fundado em 1997, o Palmas Futebol e Regatas completará 24 anos de história no próximo dia 31 de janeiro, e neste período, infelizmente, três presidentes morreram de morte trágica: Arnaud Rodrigues (2010), Alexandre Alves (2016) e agora Lucas Meira (2021).

As informações foram levantadas pelo jornalista esportivo Reinaldo Cisterna, do site Alô Esporte.

ARNAUD RODRIGUES
O primeiro presidente que morreu tragicamente no comando do Palmas foi Antônio Arnaud Rodrigues, que era conhecido como ator, compositor e humorista que durante muitos anos trabalhou com Chico Anísio. Seu último trabalho na televisão foi na Praça É Nossa do SBT. Com 67 anos, Arnaud Rodrigues foi vítima de um acidente náutico no lago da Usina de Lajedo, em Palmas.

O artista nascido em Serra Talhada (PE) em 1942 estava em uma embarcação com 11 pessoas que virou em um lago na altura do km 26 da rodovia TO-010.

Na época, Arnaud Rodrigues buscava estruturar o clube e havia recebido uma grande área do Governo Estadual para a construção de um Centro de Treinamentos e, constantemente, levava ex-jogadores conhecidos para motivar o futebol local, como Paulo César Caju, campeão do mundo em 1970.

ALEXANDRE ALVES
Já no ano de 2016, o clube sofreu um novo baque. O empresário e presidente do Palmas Futebol e Regatas, Alexandre de Paula Alves, foi encontrado morto, no píer da Praia da Graciosa. Ele morreu afogado no Lago de Palmas. Segundo uma equipe do corpo de bombeiros, a informação era de que Alves iria atracar a lancha. No momento em que esperavam o trator com o reboque, todos os passageiros teriam ido para a frente da embarcação enquanto Alves teria ido para trás. Instantes depois, os tripulantes ouviram um barulho na água e ao procurarem viram que tinha sumido e acionaram os bombeiros.

Alexandre Alves foi achado sem vida cerca de 30 minutos depois em um local com dois metros de profundidade.

LUCAS MEIRA
Na manhã deste domingo (24), o presidente Lucas Meira também morreu tragicamente por uma fatalidade da vida. Parte da delegação do Palmas partiu da Capital para Goiânia a bordo de um avião de pequeno porte que caiu logo após a decolagem (Leia matéria principal).

Meira assumiu o Tricolor da Capital no dia em que o Palmas completou 20 anos dia 31 de janeiro de 2017. De lá para cá o time conquistou os títulos de 2018/2019 do Campeonato Tocantinense Profissional e caminha para um terceiro título estadual consecutivo, já que sua equipe se encontra na semifinal e com vantagem sobre o adversário o Araguacema. Além de desportista nato, Lucas Meira era sócio presidente da Rede Nacional de Aprendizagem, Promoção Social e Integração (Renapsi), que presta serviços à Prefeitura de Palmas com o Programa Jovem Aprendiz. Lucas Meira era natural de Goiânia, mas morava em Palmas desde 2007.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...