MENU

23/01/2021 às 00h00min - Atualizada em 23/01/2021 às 00h00min

“Tenho um caso de amor com a música”

Artista afirma observar sua carreira como uma missão; na música, segundo ele, o compositor tem de ser verdadeiro

Raimundo Primeiro
Erasmo Dibell: “a música é do mundo. Sempre ouvi de tudo” - Dirceu Mello
Aos 56 anos, Erasmo Dibell confirma-se como um dos principais autorais e cantores maranhenses, com trabalhos reconhecidos pelo público e pela crítica especializada. Acumula, paralelamente, o título de vencedor de importantes festivais musicais realizados nos principais centros de desenvolvimento do país.

Na tarde de sexta-feira (14/01), Erasmo Dibell concedeu entrevista a O PROGRESSO por ocasião da passagem do Dia Internacional do Compositor, comemorado na data. Nela, o artista fala, entre outros assuntos, como acontece o seu processo de criação e como iniciou sua carreira. 

Residindo nos últimos anos em São Paulo (SP), Erasmo Dibell firmou parcerias com destacados nomes da Música Popular Brasileira (MPB), entre os quais Raimundo Fagner e o maranhense Zeca Baleiro.

Natural de Carolina (MA), Erasmo Dibell reside há anos em Imperatriz, cidade que o inspira. Brincou e pescou as margens do rio Tocantins. 

A seguir, confira, na íntegra, a entrevista com Erasmo Dibell, o Sarará. 

O PROGRESSO – Quando e como iniciou sua carreira? 
ERASMO DIBELL
– Na primeira metade dos anos 80, no grupo de jovens da comunidade de Santa Teresa d’Ávila. Convidado por Celim Galhães para fazer parte de um grupo com músicas autorais, passei a integrar o Grupo Natureza, que, além de Celim e eu, tinha também Zezé Marconcine, Marly Pontes, Ed Ramalho e Nonato Silva.

 O PROGRESSO – Teve alguma inspiração (quem)? 
ERASMO DIBELL –
Difícil responder. Sempre ouvi de tudo, especialmente num período em que as rádios eram verdadeiras caixinhas de surpresas. Por meio delas, ouvíamos músicas do mundo inteiro. Isso me trouxe e traz muita inspiração, sempre!

O PROGRESSO – O que você considera ser mais importante na música? 
ERASMO DIBELL
– Que você consiga imprimir nela a sua verdade. Acredito que as pessoas têm o dom de captar isso nas músicas quando elas chegam aos seus ouvidos.

O PROGRESSO – Dinheiro ou contatos? 
ERASMO DIBELL –
Ambos. o dinheiro para as coisas que o dinheiro facilita na resolução. Os contatos para as outras coisas que o dinheiro não consegue alcançar.

O PROGRESSO – Como você enxerga sua carreira? 
ERASMO DIBELL –
Não vejo meu ofício como carreira, vejo como uma missão. Voltando a falar da bendita verdade: a arte, em geral, escolhe os seus e não o contrário disso! Lido com serenidade, paciência, resiliência, inspiração e fé. Assim, tenho galgado, sem mágica, sem trampolim, a minha missão nesta caminhada. 

O PROGRESSO – Quantos anos já? 
ERASMO DIBELL —
Se contarmos oficialmente, do primeiro disco pra cá, esse caso de amor intenso com a música chega em 2021 aos 28 anos. 

O PROGRESSO – Qual foi sua maior dificuldade para consolidar sua carreira? 
ERASMO DIBELL –
Ainda há muito (e sempre) o que se fazer. Não elenco nada especificamente, mas é importante que você tenha consciência de que as dificuldades são naturais em todas as caminhadas. Que nelas, você tem oportunidades pra crescer. Nada na vida (de qualquer cidadão comum) se prospera sem muita dedicação e trabalho.

O PROGRESSO – Na música? 
ERASMO DIBELL -
A música é o facilitador. Como artista independente por muito tempo, talvez a dificuldade esteja na propagação dela, no que diz respeito a fazê-la chegar o mais longe possível, através dos veículos de divulgação.

O PROGRESSO – Qual foi a fase mais difícil e que te fez pensar em desistir de tudo? 
ERASMO DIBELL –
Nunca me passou pela cabeça esse pensamento, como disse, fui escolhido pela música para uma missão e busco fazê-la com fidelidade, sempre!

O PROGRESSO – Quando você pensa em sucesso na música, que artista ou outro profissional lhe vem à cabeça? 
ERASMO DIBELL –
Muitos e sinto felicidade por cada um deles!

O PROGRESSO – E o que essa pessoa tem que você mais admira? Qual música sua que você mais gosta? 
ERASMO DIBELL –
Tem o que todo artista tem que ter: a verdade impressa na sua criação, na sua interpretação, no arranjo dado a música, enfim, só ganha vida longa, perenidade neste universo musical, os trabalhos que trazem toda essa energia. Minhas músicas são como filhos, difícil apontar dedo pra predileção, né? Gosto de todas.  

O PROGRESSO – Qual música sua considera seu maior sucesso? 
ERASMO DIBELL –
Creio que “Filhos da Precisão” seja a minha música mais conhecida.

O PROGRESSO – O que é ser compositor? 
ERASMO DIBELL –
Nunca me fiz essa pergunta. Talvez, sejam peças imprescindíveis pra quem busca ser pop star, o que não é o meu caso! He! He! He! (sorrisos). Ser compositor é ser agraciado com a dádiva da captura dos sentimentos que povoam o mundo, é traduzir estes sentimentos pro deleite de todos, é trazer doçura pra vida das pessoas, é trazer os questionamentos sociais pra que a gente melhore como pessoa.
 
O PROGRESSO – Como acontece seu processo de criação? É fácil e/ou difícil? 
ERASMO DIBELL –
No meu caso, não existe processo e/ou talvez o processo seja esse: a música sempre me acha! 

O PROGRESSO – Mensagem sobre o Dia Internacional do Compositor? 
ERASMO DIBELL –
Desejo de muita inspiração sempre. Que o velho sonho de que nos meios de comunicações, se torne prática comum o anunciado dos criadores das obras. Estes – que pouco ou quase nunca – são lembrados!

O PROGRESSO — Recado para os compositores que estão surgindo no cenário regional e maranhense?
ERASMO DIBELL –
Deixo aqui o meu abraço, a torcida pra que sejam perseverantes e que sejam sempre verdadeiros na relação com a música.

O PROGRESSO – Qual o seu recado pra galera nova que também sonha com seu lugar ao sol na música? 
ERASMO DIBELL –
Apareça, acredite, dê visibilidade a sua criação e boa sorte. Sempre!

O PROGRESSO – Que cenário vislumbra para a música brasileira e, especialmente, para a música maranhense? 
ERASMO DIBELL –
A música é do mundo, a música é poderosa, quando verdadeira. E como a água: a música sempre achará o caminho, sempre trilhará a sua trajetória. Torço pra que seja perene!
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...