MENU

21/01/2021 às 00h00min - Atualizada em 21/01/2021 às 00h00min

Cine Babaçu exibe curtas-metragens produzidos pelo Cultura na Praça

(Assessoria Vale)
O cotidiano e realidade de municípios do MA e PA sob o olhar de jovens talentos - Divulgação
O projeto Cultura na Praça inaugura nesta quarta-feira, dia 20/01, às 20h, o Cine Babaçu em sua página na internet (www.culturanapraca.art.br). Duas salas vão abrigar uma safra de 16 filmes de curtas-metragens que contam histórias e experiências de comunidades do interior do Maranhão e do Pará, em 2019 e 2020. Também estarão disponíveis, na terceira sala, quatro filmes produzidos por cineastas brasileiros que foram premiados em festivais e mostras nacionais e internacionais. O Cine Babaçu disponibiliza recursos de acessibilidade, como legenda, legendagem descritiva e audiodescrição.

As produções são o resultado do Cultura na Praça, festival itinerante que busca fomentar e valorizar o patrimônio cultural e imaterial das localidades beneficiadas, e democratizar o acesso à cultura através da linguagem audiovisual. Realizado desde 2017, com o patrocínio da Vale via Lei Federal de Incentivo à Cultura, o projeto aposta no potencial criativo da juventude e no poder transformador da cultura.

Por onde passa, o Cultura na Praça promove oficinas de capacitação e criação audiovisual para os participantes e também atrações culturais gratuitas diversas, como exibições filmes nacionais, para as populações locais. Mais de 13 mil pessoas participaram das atividades em dezenas de municípios do interior dos dois estados.

"Graças ao apoio decisivo da Vale, o Cultura na Praça levou a arte de fazer cinema para várias comunidades e conseguiu amplificar os sentimentos e a visão de mundo desses jovens. Os resultados obtidos comprovam isso, recompensando o esforço coletivo dos participantes e da nossa equipe", comemora o coordenador do projeto, Gilberto Scarpa, da Vivas Cultura e Esporte.

Edição de 2020 foi híbrida“Em função da pandemia de Covid-19, a etapa de 2020 foi adaptada. As oficinas e os deslocamentos da equipe do projeto obedeceram aos protocolos de segurança e as tradicionais sessões de cinema na praça foram transferidas para o Cine Babaçu. A etapa apresentou como novidades que envolveu o acompanhamento remoto da fase de montagem e finalização dos curtas produzidos pelos participantes e a seleção de uma liderança de cada comunidade como monitor do projeto.

Foram produzidos dez filmes de curtas-metragens pelos 70 participantes, com idade média de 16 anos, das seguintes comunidades de Quebradeiras de Coco e Ribeirinhos do Maranhão: Vila União (em Buriticupu); Serra (em Tufilândia), Vila Varig (em Bom Jardim); Olho D'água (em Pindaré Mirim); Barradiço (em Santa Inês); Riachão, Puraqueú e São Vicente (em Igarapé do Meio); e Pimental e Bubasa (em Arari).

Edição 2019“Em 2019, o Cultura na Praça percorreu seis municípios: Ourilândia do Norte , Canaã dos Carajás, Parauapebas, Bom Jesus do Tocantins, no Pará Açailândia  e Igarapé do Meio, no Maranhão. As oficinas reuniram 44 participantes, que produziram seis curtas-metragens com temáticas inspiradas no patrimônio material ou imaterial de cada cidade, recuperando e valorizando histórias, paisagens e personagens daquelas comunidades. Além disso, mais de 4,5 mil pessoas assistiram, em seus municípios, às exibições públicas de cinema em praças e outros espaços abertos ao público.

O projeto Cultura na Praça é realizado pela Vivas Cultura e Esporte, Ministério do Turismo e Secretaria Especial da Cultura, com o patrocínio da Vale por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, e apoio do Centro Cultural Tatajuba. Governo Federal, Pátria Amada Brasil.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...