MENU

20/01/2021 às 00h00min - Atualizada em 20/01/2021 às 00h00min

Manifestação pedindo justiça é realizada em frente ao Fórum e Delegacia

Carla Tayra de Sousa Oliveira foi vítima de feminicídio. O acusado, Wendel Silva Machado, está preso

Dema de Oliveira
Manifestantes em frente ao Fórum - Foto: Dema de Oliveira/O PROGRESSO
Aconteceu nesta terça-feira (19) uma manifestação organizada por familiares e amigos de Karla Tayra de Sousa Oliveira, realizada em frente ao Fórum Henrique de La Rocque e a Delegacia Regional de Polícia Civil. Os participantes da manifestação, que iniciou às 8h, foi pacífica, e a palavra de ordem foi “queremos justiça”.

Policiais do 3º BPM, comandados pelo tenente João Paulo, acompanharam de longe a manifestação para evitar tumultos, mas não houve necessidade de nenhuma intervenção. 

A juíza Ana Lucrécia Sodré, da Central de Inquéritos, desceu do seu gabinete e falou com os manifestantes, garantindo que justiça será feita. Na verdade, já está sendo feita, porque o suspeito do crime, o comerciante Wendel Silva Machado, foi preso e teve sua prisão em flagrante transformada em prisão preventiva. 

Karla Tayra de Sousa Oliveira foi assassinada na última quarta-feira (13), e o corpo encontrado às margens da Avenida Pedro Neiva de Santana, nas proximidades do Camaçari, em Imperatriz. 

O suspeito do crime e então namorado de Karla Tayra, Wendel da Silva Machado, foi preso na mesma noite de quarta-feira, em um bar no Bacuri, onde bebia como se nada tivesse ocorrido. Inicialmente ele negou o crime, mas as evidências não permitiram que pairassem quaisquer dúvidas. Wendel foi autuado em flagrante delito por crime de feminicídio duplamente qualificado e, em seguida, na audiência de custódia, a juíza titular da Central de Inquéritos, Ana Lucrécia Sodré, decretou a prisão preventiva. 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...