MENU

19/08/2020 às 11h17min - Atualizada em 19/08/2020 às 11h17min

Pesquisa visa identificar possível presença do coronavirus no esgoto de Araguaína

(ASCOM-MP-TO/ Denise Soares)
Araguaína (TO) - O Ministério Público do Tocantins (MPTO), em conjunto com o corpo técnico da Companhia de Saneamento do Tocantins (BRK Ambiental), a Universidade Federal do Norte do Tocantins (UFNT) e as Secretarias Estadual e Municipal de Saúde reuniram-se, por meio de videoconferência, na manhã desta segunda-feira, 17, a fim de definir estratégias para viabilizar pesquisa destinada a verificar a incidência da carga viral do novo coronavírus presente na rede de esgoto e na rede hídrica do Município de Araguaína. O intuito é utilizar os dados para avaliar e planejar as atividades de combate e prevenção da Covid-19.

No início do mês de agosto, o promotor de Justiça Airton Amilcar Machado Momo, titular da 13ª Promotoria de Justiça de Araguaína, com atuação na área ambiental, instaurou procedimento administrativo para fiscalizar a política pública de análise de esgoto para o acompanhamento da Covid-19 e atuará de forma colaborativa, a partir de agora, na aproximação dos envolvidos no compartilhamento das informações necessárias ao estudo. "O projeto permitirá diminuir os efeitos da subnotificação e mapear a pandemia na cidade de Araguaína, fornecendo dados mais confiáveis para o planejamento das ações de saúde e enfrentamento da doença", disse Amilcar. 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...