MENU

07/01/2021 às 00h00min - Atualizada em 07/01/2021 às 00h00min

Membro de facção criminosa morre em confronto com a polícia no interior do Maranhão

Suspeitos são apontados como autores de tortura e estariam planejando matar um vereador

Haidê Rocha
Membros de facções foram presos por força de mandados de prisão e em flagrante delito - Foto: Divulgação
Uma operação das polícias Civil e Militar, na manhã desta quarta-feira (6), resultou na prisão de 12 suspeitos, sendo cinco por mandados de prisão contra membros da facção criminosa Comando Vermelho (CV) e os demais em flagrante delito. Na ocasião, um dos alvos morreu em confronto com os policiais. A ação policial aconteceu na cidade de Bacabeira, distante 560 km de Imperatriz
.
De acordo com informações da Polícia Civil, as investigações apontavam que os suspeitos, ano passado, haviam torturado e disparado nas mãos de um próprio membro da facção como forma de punição. A ação, chamada por eles de “disciplina”, foi filmada e viralizou nas redes sociais.

Além disso, o grupo também planejava assassinar um vereador do município que, conforme eles, estaria repassando informações à polícia devido às intensas operações feitas na região.

Com os mandados expedidos, os policiais iniciaram as diligências e conseguiram localizar Leidiane Sousa Brito, conhecida por “Loura”, Romildo Aguiar Lima Filho, o “Playboy”, Carlos Deyv Rodrigues de Matos, o “Gordinho da Pop”, Geilson Lopes da Costa, Elenilson Pereira da Silva e Antonio de Sousa Cruz Filho, que foram presos. Quanto a Clemilton Brito da Silva, o “Zóio”, que estava escondido em um quarto de hotel de Bacabeira, ao ser abordado, disparou contra a guarnição. Ele foi baleado e não resistiu aos ferimentos e morreu.

Em uma das residências alvos das buscas, foram presos Diego Pontes Costa, conhecido por “DG”, Marcos dos Santos, o “Funka”, Rafaela Lima, Francisco Igor e Paulo Henrique. Três adolescentes de 16 anos, foram apreendidos. Com eles os policiais apreenderam um revólver calibre 32 e 111 petecas de crack.

Os presos foram apresentados na Delegacia de Polícia Civil de Bacabeira, onde foram realizados os procedimentos cabíveis. (

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...