MENU

06/01/2021 às 00h00min - Atualizada em 06/01/2021 às 00h00min

Policial suspeito de executar empresário em Imperatriz é colocado em liberdade

O policial militar Hermano Lima Queiroz estava preso no Quartel Geral da PM, em São Luís

Dema de Oliveira
Policial Hermano Lima Queiroz foi colocado em liberdade - Arquivo/O PROGRESSO
O policial militar Hermano Lima Queiroz, que se encontrava preso sob suspeita de ter executado o empresário Valdine Diniz dos Santos, fato ocorrido no dia 10 de novembro do ano passado, foi colocado em liberdade.

A juíza da Central de Inquéritos em Imperatriz, Lucrécia Sodré, negou a prorrogação da prisão temporária, como também a prisão preventiva em desfavor de Hermano Lima Queiroz, representada pela Polícia Civil, por meio da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Diante do fato, Hermano Lima Queiroz, que estava cumprindo a prisão temporária no Quartel Geral da Polícia Militar em São Luís, foi colocado em liberdade.

O caso
O empresário do ramo da construção civil em Imperatriz, Valdine Diniz dos Santos, de 41 anos, foi executado a tiros na Rua Guanabara, localizada no Entroncamento, por volta de 10h do dia 10 de novembro de 2020. Quando ele entrava em seu veículo, uma Hilux cor preta, foi surpreendido por dois homens, que chegaram ao local em um carro prata. O carona, usando capacete para confundir possíveis testemunhas, desceu já com uma pistola 380 em punho e efetuou os disparos contra o empresário, que teve morte instantânea.

As investigações apontaram que o suspeito de ser autor dos disparos é o policial militar Hermano Lima Queiroz.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...