MENU

01/01/2021 às 00h00min - Atualizada em 01/01/2021 às 00h00min

Saúde mental realiza mais de 20 mil atendimentos em 2020

Ações sobre a importância do tratamento foram realizadas durante todo o ano

Regilson Borges - Ascom
Durante o período de isolamento, a rede também ofertou atendimento por telefone para os pacientes que não podiam sair de casa - Foto: Patrícia Araújo
Os trabalhos da rede de saúde mental da Prefeitura de Imperatriz não pararam em 2020. De acordo com a coordenação, foram mais de 20 mil atendimentos realizados só este ano. Desde triagem dos pacientes, passagem pelos psicólogos, psiquiatras, pedagogos entre outros, nos mais diversos dispositivos que compõem toda a rede.

Campanhas foram realizadas ao longo do ano, principalmente para chamar a atenção da sociedade sobre a importância do tratamento voltado à saúde mental, bem como sobre os serviços que a Prefeitura oferta à população.

Setembro Amarelo, por exemplo, foi readequado no período de pandemia. Em anos anteriores, diversas palestras eram realizadas em escolas, empresas e outros locais. Contudo, atividades online, e uma grande mobilização com os Agentes Comunitários de Saúde foram colocadas em prática para levar informações sobre as oportunidades de tratamento da saúde mental, para as famílias imperatrizenses.

Campanha Setembro Amarelo foi encerrada com a entrega da reforma do CAPS III. Melhorias nas instalações elétricas, sanitárias, hidráulicas, revestimento cerâmico nas paredes, climatização e ampliação do local foram realizados. Para o início de 2020 deve ser entregue a reforma do CAPS AD, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, Semus.

“Podem procurar atendimento pessoas com transtornos mentais como depressão, ansiedade, esquizofrenia, transtorno afetivo bipolar, transtorno obsessivo-compulsivo, além de pacientes que desenvolvem uso  de dependências de substâncias como álcool, cocaína, crack e demais drogas”, afirma a coordenadora da saúde mental, Kátia Carvalho.

Durante o período  de isolamento, a rede também ofertou atendimento por telefone para os pacientes que não podiam sair de casa. O projeto foi inovador na cidade e atendeu pessoas já em tratamento no Ambulatório de Saúde Mental, na rede de atendimento do CAPS e os profissionais da saúde.

Conheça os CAPS’s - O CAPS AD III Álcool e Drogas presta atendimento para as pessoas com transtornos decorrentes do uso de substâncias psicoativas. Funciona 24h, atende todas as faixas etárias, principalmente casos como transtornos causados pelo uso de álcool e outras drogas. Ele fica localizado na Rua Projetada B, no Complexo de Saúde do bairro Parque Anhanguera.

No Complexo de Saúde, o CAPS III Renascer, que também funciona 24h, atende pessoas com transtornos mentais graves e persistentes, inclusive pelo uso  de substâncias psicoativas. Os pacientes podem contar com oito vagas para acolhimento noturno e observação, espaço é  voltado para todas as faixas etárias.

Já o CAPS Infantojuvenil é uma unidade de saúde que presta atendimento às crianças e adolescentes, que possuem transtornos mentais graves e persistentes, inclusive por conta do uso de substâncias psicoativas. Pode ser encontrado na Rua Itamar Guará, n. 2223, no bairro Três Poderes.

A rede disponibiliza também um Ambulatório de Saúde Mental, que possui uma equipe multiprofissional, responsável pelo tratamento de pacientes que apresentam transtornos mentais. O atendimento ainda acontece com a reunião de consultas e grupo terapêuticos. Espaço está localizado na Rua Amazonas, n. 520, no Centro de Imperatriz.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...