MENU

30/12/2020 às 00h00min - Atualizada em 30/12/2020 às 00h00min

​Timon não poderá mandar jogos em São Luís na Série A

Equipe da Região dos Cocais foi campeã da Série B do Estadual mandando jogos na capital

Por Afonso Diniz
Timon mandou jogos na Série B do Maranhense no Nhozinho Santos - Foto: Ronald Felipe
Campeão da Série B do Maranhense mandando jogos em São Luís, o Timon não poderá fazer o mesmo na divisão de elite do Estadual. A afirmativa é da Federação Maranhense de Futebol (FMF). Segundo o vice de competições da entidade, Hans Nina, a liberação para jogos como mandantes em São Luís foi feita exclusivamente para a divisão de acesso. Nina disse que o clube poderá até jogar em outra cidade que não a sua sede original, desde que não seja a capital maranhense.

“O Timon não vai jogar aqui. Já sabem disso. Foi dada autorização só pra Série B. (Vão mandar jogos) ou lá ou em outra cidade. Ficaram de informar no início de janeiro”, afirmou Hans Nina.

Vale lembrar que o Timon corre o risco de perder a vaga na Série A, caso a denúncia do Bacabal seja julgada com procedência. O BEC acusa o time timonense de irregularidade na escalação do zagueiro Silas, na partida contra o Babaçu, na 7ª rodada da fase classificatória do torneio.

A diretoria do Timon diz “não ter conhecimento” da denúncia de irregularidade feita pelo Bacabal. A Série A do Maranhense tem previsão de início para o dia 14 de fevereiro. A competição terá o mesmo formato da temporada passada.

TAPETÃO
Na terça-feira passada, o Bacabal protocolou ao Tribunal de Justiça Desportiva do Maranhão (TJD-MA), uma denúncia contra o Timon, alegando irregularidade na escalação do zagueiro Silas, na partida contra o Babaçu, na 7ª rodada da fase classificatória do torneio.

Na última quarta-feira, dia da final da Série B, o TJD-MA respondeu a denúncia, e pediu para que a Federação Maranhense de Futebol (FMF) não homologasse a decisão entre Iape e Timon, até que o caso seja analisado e tenha um veredito.

COM TORCIDA
Com data marcada para o Campeonato Maranhense 2021 começar (14/02), a dúvida agora se transfere para como vai acontecer. Se com torcida ou com portões fechados dada a situação pandêmica da Covid-19 vivida no estado e em todo mundo. Em entrevista o presidente da FMF, Antônio Américo, disse que existe um planejamento de abrir os portões mesmo que nem todos os clubes tenham liberação municipal.

“A nossa expectativa é que nossas autoridades liberem os estádio para ter público. Pelo menos parcialmente em 2021. Não chegou a ser debatido com os clubes, mas eu tenho uma ideia própria como presidente da Federação. Os municípios onde forem liberados terão (jogos com público). Onde não for liberado será portão fechado. Acho que aquele que estiver com portão aberto vai influenciar para que o outro que estiver com portão fechado reabra para ter sua torcida. Se o clube não tiver liberação da sua praça ele vai ter que mantê-la e jogar de portões fechados. Infelizmente, essa é a nossa perspectiva. A não ser que os clubes resolvam decidir outra coisa e nós vamos acatar a decisão da maioria”, disse Américo.

Por conta da pandemia, o Campeonato Maranhense 2020, que havia começado em janeiro, foi paralisado em março e retomou em agosto sem público. O Estadual 2021 terá o mesmo formato de disputa da temporada passada. Vale lembrar que o prefeito eleito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos) já adiantou que deverá liberar a entrada de torcida nos jogos na capital maranhense em sua gestão.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...