MENU

25/12/2020 às 00h00min - Atualizada em 25/12/2020 às 00h00min

Reviravolta no caso de assassinato na Vila Vitória

Pedro Kaio Cunha Araújo, na verdade, foi morto em troca de tiros com policiais militares

Dema de Oliveira
Arma, munições, dinheiro, maconha e demais objetos apreendidos na boca de fumo - Foto: Divulgação/Assessoria/14º BPM
Reviravolta no caso do suposto assassinato, ocorrido no fim tarde da noite da última quarta-feira (23), na Vila Vitória, periferia de Imperatriz.

Na verdade, Pedro Kaio Cunha Araújo, 18 anos, foi morto em troca de tiros com policiais militares, e não por motoqueiros, como inicialmente foi informado. Ele reagiu a uma abordagem, realizou disparos contra os policiais militares e, no revide, acabou sendo atingido e veio a óbito.

Segundo relatório expedido pelo 14º BPM, os policiais foram informados via Central de Informações de Operações de Segurança (CIOPS), que na Rua 35, Vila Vitória, estava funcionando um ponto de venda de droga. Foi feita a campana pelos policiais do Esquadrão Águia do 14º BPM, que observaram uma grande movimentação no local. Quando os policiais fizeram a abordagem, e dado voz de comando, os indivíduos empreenderam fuga e foi efetuado um disparo contra os militares. Ao correrem para a outra rua, os fugitivos bateram de frente com outros policiais, e novamente efetuaram disparos. Os policiais revidaram à agressão e o indivíduo que estava com a arma, mais tarde identificado como sendo Pedro Kaio Cunha Araújo, 18 anos, acabou atingido e veio a óbito em via pública. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) chegou a ser acionado, mas quando os socorristas chegaram, a vítima já estava em óbito.

Prisão e apreensão de entorpecentes, arma, munições e dinheiro
No local foi presa Rosa Nayara Linhares do Nascimento, 20 anos, que foi apresentada na Delegacia Regional de Polícia Civil, onde foram tomadas as providências que o caso requer. Os militares apreenderam 1 revólver calibre 38, 17 estojos calibre 38 intactos, 2 estojos 38 deflagrados, 2 quilos de maconha prensada, R$ 252,00 em espécie, balança de precisão, e demais objetos, relacionados à venda de droga.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...