MENU

08/12/2020 às 00h00min - Atualizada em 08/12/2020 às 00h00min

Semus realiza testagem de HIV e Sífilis na Praça de Fátima

Em dois dias de ação, secretaria pretende testar no mínimo 100 pessoas

Maria Almeida – Ascom / Colaboração Rafael Pestana
Na ocasião, são desenvolvidas ações de orientação e testes rápidos de HIV e Sífilis - Foto: Patrícia Araújo
Em alusão ao “Dezembro Vermelho” – mês de combate à AIDS, uma equipe da Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com Polícia Militar do Maranhão, trabalha na Praça de Fátima nesta segunda feira, 7 e terça, 8. Na ocasião, são desenvolvidas ações de orientação e testes rápidos de HIV e Sífilis. Iniciativa visa alertar sobre as medidas de prevenção, assistência e proteção; bem como testar um número maior de pessoas na cidade.

A previsão é que sejam atendidas no mínimo 50 pessoas por dia. “Nosso objetivo é conseguir fazer com que as pessoas que não procuram nossos serviços e estejam passando por aqui, façam o teste, pois é importante o diagnóstico precoce. Inclusive o tema da campanha deste ano é diagnóstico. Então precisamos mostrar para as pessoas a importância de descobrir cedo para poder tratar, cuidar e ter uma boa qualidade de vida” – ressalta a coordenadora do Programa IST/AIDS no município, Renata Pillar.

Segundo dados da coordenação, 2.370 (duas mil, trezentas e setenta) pessoas de Imperatriz e região estão em tratamento de HIV na rede pública de saúde aqui na cidade. No entanto, o número pode ser maior, por falta de diagnóstico. A dona de casa Raimunda Azevedo Lima, que estava fazendo compras em uma loja ao lado da praça, aproveitou a oportunidade para fazer, pela primeira vez, os testes. “Muito importante, eu nunca tinha feito. Passando, vi o movimento e resolvi encostar. Foi rápido, já fiz e estou só aguardando o resultado” – contou.

A secretária Mariana Jales, que esteve na praça participando da ação, ressalta que a rede pública tem toda a estrutura de testes e tratamento, mas é preciso que as pessoas tomem a iniciativa de se prevenir e testar quando se expor em situações de risco.

“É importante lembrarmos para as pessoas que não tem a doença, que a prevenção é o mais importante.  Hoje temos vários meios – preservativo masculino e feminino, PEP (Profilaxia Pós Exposição) e PREP – Profilaxia Pré Exposição. E quem tiver qualquer dúvida, nos procure, que estamos prontos para atender e orientar, conscientizando sempre que o mais importante é a prevenção” – alerta a secretária.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...