MENU

17/03/2023 às 22h34min - Atualizada em 17/03/2023 às 22h34min

MP consegue na Justiça anular decisão de juiz invalidou prisão de traficante

O flagrante ocorreu em Pedro Afonso, em 2021

Assessoria
Foto: Divulgação
 
Após recurso interposto pelo Ministério Público do Tocantins (MPTO), o Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins (TJTO) reformou a decisão de 1ª instância que anulou a prisão em flagrante de Douglas Marcos Custódio, autuado por tráfico de drogas.

O flagrante ocorreu em Pedro Afonso, em 2021, na casa de Douglas. Os policiais tiveram acesso à residência, com autorização dele, depois de receberem uma denúncia anônima. No local encontraram crack, maconha, balança de precisão e arma de fogo.

Mesmo diante de todos os elementos, o suspeito foi solto por determinação do juiz, que entendeu que a ação da polícia ocorreu sem autorização judicial.

Inconformado com a decisão do magistrado, o MPTO ingressou com recurso pedindo o reconhecimento da legalidade da prisão em flagrante, vez que houve consentimento do morador de forma voluntária e livre de qualquer constrangimento ou coação.

Além de derrubar a decisão, o TJTO ainda decretou a prisão preventiva do suspeito. As informações são do Ministério Público.

Notícias Relacionadas »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90