MENU

27/11/2020 às 00h00min - Atualizada em 27/11/2020 às 00h00min

Iniciada em Imperatriz campanha de incentivo ao combate à violência contra a mulher

Violência doméstica pode ser denunciada por meios dos telefones 180 e 190

Dema de Oliveira
Divulgação
Começou nessa quarta-feira (25), uma Campanha de Combate à Violência Contra Mulher, em Imperatriz. A ação visa alertar a população sobre a importância da discussão, do comprometimento e do fortalecimento da denúncia para a erradicação das várias formas de violência contra a mulher.

A Coordenadora do Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM),  Sueli Brito, explica que durante os próximos 15 dias, atividades serão realizadas dando enfoque a mulheres negras e indígenas.

“Nós temos vivido situações de muito racismo e violência, então nós temos que abordar esse tema de forma coerente e a discussão com a sociedade deve ser feita a partir dos dados que temos”, explica Sueli.

A coordenadora ainda ressalta que a campanha vai abranger também o Dia Mundial da Luta contra a AIDS, internacionalmente definido como o dia 1° de dezembro. Por conta da pandemia da Covid-19, todas as atividades serão realizadas de forma virtual, com divulgação nos veículos de mídia.

Denúncias de violência contra a mulher podem ser feitas ao 190, ao 180 ou ao Disque 100.

Violência contra a mulher no Maranhão
De acordo com dados do núcleo especializado da Defensoria Pública do Estado (DPE/MA), em 2020, o Maranhão já registrou, de janeiro a agosto, um total de 2.400 atendimentos de casos de violência contra a mulher. Isso representa uma média de 300 registros por mês.

Segundo a defensora pública Lindevania Martins, a maior parte dos casos de agressão ocorre no seio familiar, praticada por companheiros e ex-companheiros, com quem a mulher tem filhos. Mulheres com vínculos de dependência financeira e psicológica também estão entre as que mais sofrem.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...