MENU

OPROGRESSONET Publicidade 728x90
19/01/2023 às 21h17min - Atualizada em 19/01/2023 às 21h17min

Sargento da PM é indiciado pela morte de adolescentes que roubaram sua filha, em Araguaína

Morte dos adolescentes teria sido resultado de uma espécie de vingança

Da Assessoria
Fatos ocorreram no início do ano de 2022 - Foto: Dicom / SSP – TO
 
Araguaína/TO - A Polícia Civil concluiu o inquérito que apurava as circunstâncias das mortes de dois adolescentes de 14 e 17 anos no dia 02 de janeiro de 2022. Eles teriam sido assassinados após praticarem dois roubos à mão armada na cidade.

O inquérito aponta que, no primeiro assalto, praticado nas proximidades do Instituto Médico Legal de Araguaína (IML), os adolescentes levaram a motocicleta e o aparelho celular da filha de um policial militar.

Em seguida, a dupla abordou um bombeiro militar perto do Batalhão do Corpo de Bombeiros e roubou um aparelho celular e uma carteira.

 

Abordagem em bar

Conforme as investigações, no mesmo dia, os dois adolescentes estavam em um bar na Vila Azul, quando foram abordados por três homens que diziam ser policiais e estavam em um veículo Mitsubishi Pajero, de cor branca.

Os dois teriam sido questionados sobre os crimes, sendo que o adolescente de 14 anos prontamente confessou os fatos e apresentou um aparelho celular que foi posto em cima da mesa.

Em seguida, os adolescentes foram colocados dentro do carro para que mostrassem onde estaria a motocicleta roubada. Algum tempo depois, o corpo do menor de 14 anos foi encontrado com marcas de disparos de arma de fogo após buscas realizadas por equipes policiais e pela família. No outro dia, já na manhã de 3 de janeiro, o corpo do segundo adolescente também foi localizado próximo a um balneário na cidade.

 

Investigações

Ainda na manhã do dia 3, um sargento da Polícia Militar se apresentou à delegacia de Polícia Civil informando que era pai da vítima que teve a moto roubada.

Ele disse que estava de folga e, após ser informado do roubo, saiu para procurar os autores juntamente com um amigo da filha. Os adolescentes foram encontrados em um bar na Vila Azul, confessaram os crimes e se prontificaram a mostrar o local onde tinham escondido a motocicleta.

Ao chegarem no matagal, segundo a versão do policial, o amigo da filha ficou à espera e ele entrou em uma área de mata com os dois adolescentes, momento em que os suspeitos tentaram tomar sua arma. Segundo ele, houve troca de tiros, sendo que o adolescente de 14 anos morreu e o outro conseguiu fugir.

 

Suposto homicídio

O inquérito da Polícia Civil revelou que os dois adolescentes teriam sido levados até o matagal para mostrar onde estava a motocicleta roubada e, uma vez no local, foram alvejados por disparos de arma de fogo. Um deles morreu na hora e o outro foi encontrado morto a mais de 800 metros de distância.

Com o encerramento das investigações, o sargento e o outro suspeito de participação na morte dos adolescentes foram indiciados por duplo homicídio qualificado e fraude processual, uma vez que houve alterações na cena do crime.

O inquérito policial foi remetido ao Ministério Público e à Justiça para a realização das providências necessárias.

Notícias Relacionadas »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90