MENU

21/11/2020 às 00h00min - Atualizada em 21/11/2020 às 00h00min

Imperatriz ganha Centro de Atendimento ao Trabalhador e nova escola do SESI

Cerimônia de entrega dos espaços contou com a presença do presidente da CNI, Robson Andrade e do presidente da FIEMA e diretor regional do SESI, Edilson Baldez

Coordenadoria de Comunicação e Eventos do Sistema FIEMA
O presidente da FIEMA, Edilson Baldez acompanhado do presidente da CNI, Robson Braga e autoridades fazem descerramento da placa da nova escola do SESI em Imperatriz - Fotos: Divulgação/Fiema
A indústria imperatrizense tem motivos de sobra para comemorar. A entrega da Casa da Indústria Edilson Baldez das Neves, que abriga o novo  Centro de Atendimento ao Trabalhador e  a escola SESI  Imperatriz, toda reformada, realizada  no dia 19, em Imperatriz,  demonstra a força do setor industrial na região Tocantina e o compromisso do Sistema FIEMA com a melhoria da qualidade de vida, educação e saúde dos trabalhadores da indústria, resultando em mais produtividade para as empresas e mais desenvolvimento para o estado. A reforma da escola e a construção do novo prédio, juntos, somam um investimento de aproximadamente R$ 19 milhões, contemplando construção e aquisição de mobiliários. 

O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, que viajou ao Maranhão exclusivamente para a programação em Imperatriz,  ressaltou que a indústria é uma das principais locomotivas da economia e o SESI vem ao encontro desses objetivos. “Nos alegra muito participar de uma inauguração como essa, onde há pessoas dedicadas, comprometidas com  o  desenvolvimento, a geração de emprego  e com o  crescimento das indústrias de um estado receptivo e de garra.  E para nós é uma satisfação contribuir para qualificação, educação e melhoria da qualidade de vida dos trabalhadores da indústria, que é um dos setores que elevam a economia do país”. 

Com capacidade de atendimento para 755 alunos por ano, a nova escola do SESI em Imperatriz recebeu investimentos na ordem de 4 milhões e 478 mil reais em reforma e melhoria da infraestrutura e base tecnológica. O espaço conta com dez salas de aula, área de convivência, biblioteca/midiateca escolar com acervo atualizado, salas de vivência, laboratório de ciência e tecnologia, laboratório de robótica, sala de matemática e ginásio poliesportivo coberto. Entre os principais diferenciais da instituição estão os espaços makers e as tecnologias educacionais como Robótica, [email protected], Inventura, Mesas Educacionais e os Laboratórios Móveis de Informática. Metodologias que preparam os alunos para o mundo do trabalho. 

INDÚSTRIA MAIS FORTE
Já em uma área de 4.619 m² e com investimento de 12 milhões e 485 mil reais foi construída a Casa da Indústria de Imperatriz. O novo prédio  tem cinco andares e abriga o Centro de Atendimento ao Trabalhador (CAT),  com consultórios médicos para  serviços de odontologia, saúde e  segurança, alimentação e nutrição,  e também uma sala de dança, para orientação e estímulo à prática de atividades físicas e esportivas. Além do CAT, a Casa da Indústria também concentra a sede da FIEMA, o escritório regional do IEL e os sindicatos patronais, filiados à Federação.  

Em seu discurso, o presidente da FIEMA e diretor regional do SESI, Edilson Baldez das Neves, salientou que o Sistema FIEMA está comprometido com o desenvolvimento da indústria maranhense. “A FIEMA tem procurado, ao longo de nossa administração, assumir posturas cada vez mais proativas em favor do desenvolvimento industrial maranhense. E, isto só tem sido possível graças à dedicação e à contribuição decisiva de todos que compõem o Sistema FIEMA, para a implantação e o acionamento de ações que fazem a diferença. Hoje, nesta solenidade, como parte desse compromisso com o Maranhão,  estamos entregando os novos prédios da Casa da Indústria de Imperatriz e a escola SESI, que passou por profunda reforma para dar mais conforto aos alunos, colaboradores e industriais da região Tocantina”. 

ATENDIMENTO INTEGRAL – O superintendente regional do SESI, Diogo Lima, destacou que, para trabalhadores, dependentes da indústria, empresários e comunidade, os novos espaços ofertarão educação escolar do maternal ao ensino médio, Educação de Jovens e Adultos (EJA), gestão em segurança no trabalho, consultas e exames diagnóstico ocupacional, teste de COVID-19, avaliações ambientais, laudos técnicos, atividades esportivas, avaliação física, psicológica e nutricional por bioimpedância, consulta clínica nutricional e oficinas de alimentação saudável.  Hoje, simboliza um marco na história de Imperatriz e região com a entrega dessas duas estruturas que vem ao  encontro da necessidade das indústrias. São dois importantes investimentos, onde temos o prédio do SESI, dotado de toda estrutura para realizar saúde e segurança dos trabalhadores industriais, além de levar esses atendimentos para as indústrias da região, por meio de nossas unidades móveis”, disse Lima. 

DESENVOLVIMENTO EMPRESARIAL – O novo prédio concentra, ainda, os serviços do Instituto Euvaldo Lodi, que abrange o desenvolvimento de carreiras, capacitação empresarial, nos segmentos de pessoas, processos, mercado, tecnologia e inovação, o serviço de recrutamento e seleção, a plataforma de empregos IEL Conecta, o Programa Jovem Aprendiz e o Programa IEL de Estágio, também com cadastro para vagas de estágio. 

Estiveram presentes à  solenidade de entrega, em Imperatriz, o 1º vice-presidente, Francisco de Sales Alencar, o deputado estadual, Rildo Amaral, o diretor regional do SENAI, diretor superintendente do SESI, diretor de educação e tecnologia da CNI, Rafael Lucchesi, a gerente do SESI Imperatriz, Amparo Alencar, o superintendente da FIEMA, César Miranda, o superintendente do SESI, Diogo Diniz, a diretora de Comunicação da CNI, Ana Maria Curado, o presidente da FIEAC, José Adriano Ribeiro, o presidente da FIETO, Roberto Pires, a coordenadora regional do IEL, Michele Frota, autoridades locais, vereadores, empresários, presidentes de sindicatos e diretores da FIEMA.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...