MENU

12/01/2023 às 18h24min - Atualizada em 12/01/2023 às 18h24min

Eliziane Gama propõe criar o Dia Nacional da Resistência Democrática

Da Redação
Agência Senado
Eliziane, sobre a agressão aos Três Poderes em 8 de janeiro de 2023: esse dia tenebroso de afronta à jovem democracia brasileira não pode ser esquecido Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado
 
Em referência à invasão e depredação das sedes dos poderes da República — e à subsequente manifestação da sociedade em prol do respeito às leis —, o dia 8 de janeiro poderá ser comemorado anualmente como Dia Nacional da Resistência Democrática. A autora da proposição, senadora Eliziane Gama (Cidadania/MA), espera que dessa forma as próximas gerações sempre sejam lembradas da data em que, segundo ela, “a democracia venceu a barbárie”.

— Esse dia tenebroso de afronta à jovem democracia brasileira não pode ser esquecido. Ao contrário, tem de ser lembrado como um marco para que as nossas lutas pelo Estado democrático de direito, para que as nossas lutas pela democracia possam ser fortes a cada minuto e a cada instante — pontuou a senadora durante a sessão plenária do dia 10.

Líder da Bancada Feminina do Senado, Eliziane atribuiu os atos de vandalismo de 8 de janeiro deste ano à “exacerbação ideológica de extrema direita”, mas considera que a unidade entre os três Poderes prevaleceu sobre a tentativa de golpe contra um governo eleito de forma democrática.

— Vergonhosamente, centenas de brasileiros invadiram as sedes dos três Poderes republicanos, ferindo frontalmente a Constituição cidadã. E mais: destruíram bens materiais e culturais caros à sociedade, um crime inafiançável. Mas o 8 de janeiro, para além da tragédia golpista pretendida, também se transformou no Dia Nacional da Resistência Democrática — assinalou a parlamentar pelo Maranhão. 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90