MENU

19/11/2020 às 00h00min - Atualizada em 19/11/2020 às 00h00min

MUITO OBRIGADO, PRESIDENTE!

O saber educacional de base, saúde e lazer destinado aos trabalhadores das indústrias cravadas no estirão da Amazônia brasileira, tendo como portal de entrada a cidade de Imperatriz.

Nelson Bandeira
Divulgação
Ajudei a plantar a semente mais sagrada do desenvolvimento físico, intelectual e moral para gerações e gerações.

O saber educacional de base, saúde e lazer destinado aos trabalhadores das indústrias cravadas no estirão da Amazônia brasileira, tendo como portal de entrada a cidade de Imperatriz.

Tudo isso sob os auspícios do governo militar na época, qual não tinha ligação nenhuma com a Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA), sendo subordinado administrativamente à Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Sobretudo, ocorrido de 1974 a 1978, quando em 01 de setembro daquele ano, passou à jurisdição do SESI do Maranhão.

Até então, a federação das indústrias patronais era conduzida pela diretoria comandada pelo seu presidente, Dr. Alberto Abdalla.

No período que antecedeu a transferência de comando, eu usufruía, sem ônus financeiro, um mandato de vereador pelo MDB, e acreditando na gestão da segurança e saúde no trabalho e educação da comunidade...

Predestinadamente, vesti a camisa por acreditar na Instituição e, com ajuda de todos os meus companheiros de Câmara Municipal, consegui por doação o colégio Marly Sarney e sua respectiva área, de 100x100, para o SESI desenvolver seu indiscutível projeto social.

Como também conseguimos, por doação, de um terreno condigno com a missão da instituição para valorização futura de seu patrimônio existente.

Diante de tudo, transferiu-se mais de 14 mil metros quadrados de área, para que ali fossem construídas as dependências sociais que o SESI, no bairro hoje do Cristo Rei, se propôs como chancela, o comprometimento. E assim foi feito.

Patrimônio, hoje, locado para a Unidade de Ensino Superior do Sul do Maranhão – UNISULMA.

Atualmente, o presidente da Fiema, Dr. Edilson Baldez, e sua diretoria alavancaram a educação, saúde, lazer e tantas outras atividades com o ideário da realidade sociocultural e impulsionado e vinculado à expressão do que é moderno.

Construíram o prédio com 05 pavimentos para acomodar a classe empresarial e industrial da região sudoeste do Maranhão, dando-lhe as condições equivalentes aos interesses da própria categoria, edificada frente à Rua Monte Castelo, no Mercadinho.

Com a mesma intencionalidade de atender seus fins e determinação em respeito ao empresariado da região tocantina, encaminhou-se uma reforma completa de todas as dependências da Escola Marly Sarney, inclusive as áreas correspondentes ao lazer e esportivas.

Com certeza, senhor presidente, o senhor está deixando uma grande ligação afetiva para esta majestosa cidade através de sua meritória administração, por gerar um grande impulso econômico, político e social, como a segunda maior cidade do Estado do Maranhão.

Como também não podemos esquecer que no preito e nos aportes dos investimentos aqui realizados, como um legendário, que não se curvou diante das necessidades institucionais, como vice-presidente, Dr. Francisco Sales Alencar, que se empenhou de maneira elogiável em busca dos benefícios qualificados.

Por fim, nossa imensa gratidão pela ação visionária tão bem desempenhada, qualificando o SESI, além da Casa da Indústria, no conceituado processo educacional e de negócios com ambientes aconchegantes e funcionais.

Como o otimismo é a fé em ação. Parabenizamos todos os conselheiros, superintendente, gerente e equipe, como timoneiros deste grande empreendimento.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...