MENU

OPROGRESSONET Publicidade 728x90
09/12/2022 às 19h00min - Atualizada em 09/12/2022 às 19h00min

Mortes violentas têm redução de 42% na Grande Ilha

Ascom/PC-MA
Secretário de Segurança Pública, Silvio Leite - Foto: Ascom/SSP-MA
 
As ocorrências de mortes violentas tiveram queda de 42,9% na Região Metropolitana de São Luís, segundo levantamento da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP). O índice se refere a casos registrados nas cidades de São Luís, Raposa, Paço do Lumiar e São José de Ribamar, em novembro deste ano, no comparativo com o mesmo mês de 2021. As mortes violentas incluem os homicídios, lesões corporais com morte e os latrocínios (roubos seguidos de morte), formando o grupo de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI).

De acordo com o levantamento, em novembro deste ano, totalizaram 16 casos de CVLI, enquanto no mesmo período do ano passado foram 28 ocorrências. Deste total, em 2022, foram 15 homicídios e um latrocínio. Já em 2021, somaram 26 homicídios e dois latrocínios. Não houve registros de lesão corporal com morte nestes períodos.

Na capital, a redução destes casos ficou em 50% em novembro, no comparativo entre 2021 e 2022. No período este ano, foram 11 casos de CVLI contra 22 ano passado. Na separação das modalidades de crimes, somaram 10 homicídios e um latrocínio este ano, contra 20 homicídios e dois latrocínios ano passado. Não houve ocorrência de lesão corporal com morte.

A queda é resultado de uma série de operações específicas para combate destes casos, promovida pela instituição, envolvendo as polícias Civil e Militar, além de outros grupamentos do sistema, pontua o titular da SSP-MA, Sílvio Leite.

“Esta redução, que vem sendo gradativa, é fruto dos constantes investimentos da gestão estadual na segurança pública, que inclui a promoção de ações de valorização do efetivo. Com estes e outros resultados de êxito, o Governo do Estado consolida um trabalho eficiente que vem sendo realizado na pasta com a garantia de modernos equipamentos necessários ao trabalho diário, na revitalização e estruturação das delegacias e batalhões e, principalmente, na valorização do policial. Isso reflete em um melhor serviço público de segurança à população”, avaliou Sílvio Leite.

O titular da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), delegado George Antônio da Silveira Marques, ressaltou o empenho da gestão na estruturação do sistema de segurança. “Essa série de investimentos impacta na melhoria do nosso trabalho e execução de maneira mais eficaz. Especificamente sobre a nossa superintendência, temos um aparato que nos permite mais precisão na investigação dos casos, equipes especializadas, equipamentos tecnológicos. Ou seja, um conjunto de benefícios que nos permite trabalhar e gerar bons resultados. Quem ganha com esse avanço é a sociedade maranhense”, avaliou.

Somado aos investimentos em aquisição de viaturas, equipamentos e armamentos, o Governo do Estado também reforça a qualificação dos grupamentos policiais, investe na melhoria salarial, em promoções, aumento do efetivo, regionalização das polícias Civil, Militar, Perícia, Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão e Centro Tático Aéreo. Ainda, ampliação dos Conselhos Comunitários e expansão do Programa Educacional de Resistência à Drogas e a Violência (Proerd).

Notícias Relacionadas »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90