MENU

OPROGRESSONET Publicidade 728x90
06/12/2022 às 21h31min - Atualizada em 06/12/2022 às 21h31min

Lentidão em obras de rodovia na BR 153 provoca morte de passageira

Mulher ainda foi socorrida por terceiros, mas morreu a caminho do hospital; ônibus estava parado desde a madrugada

Da Assessoria
Trecho da BR-153 que está em obras, entre Guaraí e Tabocão - Foto: Divulgação / Guaraí Notícias
 
Uma mulher identificada como Gisele Silva de Freitas Gonçalves, de 38 anos, passou mal dentro de um ônibus de passageiros e acabou morrendo antes de chegar no hospital. O caso aconteceu na manhã desta segunda-feira (05/11), quando o veículo estava parado no congestionamento causado pelas obras de reconstrução de um bueiro na BR-153, entre Guaraí e Tabocão.

A mulher ainda foi socorrida por populares e levada para o Hospital Regional de Guaraí, mas não resistiu. Ela viajava com três filhos.

De acordo com informações apuradas, o ônibus da empresa Real Maia tinha como destino a cidade de São Félix do Xingu (PA), mas estava parado desde a madrugada no trecho que está em obras na rodovia.

A passageira começou a passar mal dentro do ônibus, e uma mulher que estava em um veículo de passeio se prontificou a furar o bloqueio para levá-la ao hospital em Guaraí.

Chegando à cidade, a motorista dirigiu-se ao quartel da Polícia Militar, que fica logo na entrada sul da cidade, e pediu socorro aos policiais militares. Um PM dirigiu o carro até o Hospital Regional de Guaraí (HRG), sendo escoltado por uma viatura. Mas chegando ao hospital, foi constatada a morte da passageira.

Outra equipe de policiais foi até o local da obra, pois os militares foram informados que a passageira estava viajando com seus filhos, de 04, 06 e 12 anos. As crianças foram levadas para o quartel, e o Conselho Tutelar informado da situação, o qual entrou em contato com familiares da vítima.

O corpo de Gisele foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) para desvendar a causa da morte.

Há vários dias a obra vem causando um enorme congestionamento na rodovia. A espera dos veículos ultrapassa a cinco horas.

Notícias Relacionadas »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90