MENU

OPROGRESSONET Publicidade 728x90
21/11/2022 às 13h30min - Atualizada em 05/12/2022 às 00h04min

Saiba como escolher o lubrificante certo para o motor

Motul direciona a escolha do óleo de acordo com a realidade de cada motorista, tipo de uso e veículo

SALA DA NOTÍCIA Gabrielle de Andrade Pepato
Foto: Divulgação

São Paulo, novembro de 2022 - O lubrificante é um dos principais responsáveis pela vida útil dos motores. Além de reduzir o atrito entre partes móveis e evitar o desgaste prematuro dos componentes, o óleo controla a temperatura e mantém a limpeza interna do sistema. Um item tão importante para o veículo merece a atenção dos motoristas no dia a dia, principalmente no que diz respeito ao tipo de lubrificante e ao intervalo de troca determinado pela fabricante do veículo.

A ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) classifica os lubrificantes em três categorias - óleos minerais, semissintéticos e sintéticos, em ordem crescente de qualidade. O que os difere é o tipo de matéria-prima empregada e a formulação, que são mais nobres no óleo sintético. Ele oferece uma resistência maior aos esforços mecânicos e a grandes variações de temperatura, além de ser mais durável e proporcionar melhor desempenho e proteção ao veículo.

Para escolher o lubrificante certo, sempre recorra às especificações do manual do fabricante e se atente ao grau de viscosidade correto e às normas (API, ILSAC, ACEA e homologações dos fabricantes)”, aconselha Luan Maria, Consumer Marketing Manager da Motul, multinacional francesa especializada em lubrificantes e fluidos de alta tecnologia. “Em linhas gerais, o consumidor deve procurar uma marca que proporcione essas especificações e seja de confiança.”

Tempo de troca do lubrificante

Normalmente, o intervalo de troca do lubrificante recomendado no manual é seguido por mecânicos e motoristas. Para carros, a maioria dos fabricantes recomenda a troca em seis meses ou cinco mil quilômetros para uso severo, e dez mil quilômetros ou um ano para uso normal. Um lubrificante de melhor qualidade irá garantir um motor mais longevo, limpo e econômico durante toda a sua vida útil. 

Para motos, o cenário muda bastante dependendo do fabricante e do modelo. Como a condição de uso tem ampla variação, os intervalos podem ser bem mais curtos. Nesses casos, escolher um óleo de boa qualidade é mais impactante para a durabilidade da moto e contribui para um intervalo de troca estendido com segurança. Tanto nos carros como nas motos, é recomendado seguir o plano de manutenção estipulado pela montadora e, se necessário, completar o lubrificante com outro que atenda às mesmas especificações e desempenho daquele já abastecido no veículo. 

“A Motul preza por oferecer não apenas produtos de alta qualidade, desempenho e proteção, como também produtos que sejam adequados para cada tipo de veículo, condição de uso e pilotagem”, ressalta Luan. “As exigências de uma moto de trabalho de baixa cilindrada, por exemplo, são completamente diferentes de uma moto de alta cilindrada - mais potente e com grande tecnologia embarcada - por isso, ambos os modelos demandam tipos de lubrificantes distintos.”

Sobre a Motul 

Há mais de 165 anos no mercado mundial, a Motul é uma multinacional francesa especializada na formulação, produção e distribuição de lubrificantes e fluidos de alta tecnologia para diferentes segmentos, como carros, motos, pesados, veículos clássicos, agrícolas, náuticos e karts. A empresa também conta com a vertente MotulTech para a oferta de lubrificantes industriais.

A Motul, presente no Brasil desde 1992, tem as pistas como o seu principal laboratório para desenvolver o produto certo para cada aplicação, com apoio a grandes equipes em competições nacionais e internacionais, como Dakar, 24 Horas de Le Mans, FIA World Endurance Championship, Super GT, Drift, MotoGP, World Superbike, MXGP, IOM TT, Imsa, Rallycross, F1 Boat e Sertões. 

 


Notícias Relacionadas »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90