MENU

OPROGRESSONET Publicidade 728x90
02/12/2022 às 10h41min - Atualizada em 04/12/2022 às 00h06min

Evento reuniu especialistas do agro para discutir o futuro do setor no Brasil e no mundo

Agro Tech aconteceu na sede do Ibrawork e trouxe discussões relevantes sobre tecnologias e investimentos no setor

SALA DA NOTÍCIA Lucas Ardigó
Ibrawork

Aconteceu nesta semana, na sede do hub de inovação aberta Ibrawork, o  Agro Tech: Perspectivas do Agronegócio no Brasil. O evento reuniu  especialistas, gestores públicos, empresas e fundadores de startups para discutir o futuro da agricultura e do agronegócio no Brasil e no mundo. Foram realizados três painéis durante a tarde toda sobre os mais diversos assuntos, além de pitchs de startups com foco no segmento. As mediações ficaram na responsabilidade dos co-organizadores Marcus Maida, sócio da PMM, Jennifer Chen, CEO da JC Capital e da diretora de Inovação do Ibrawork, Tania Gomes.

O evento iniciou abordando o tema “Mercado Externo: Tendências Macroeconômicas e Impactos para o Brasil” e trouxe nomes como Adriano Quércia, Secretário Executivo de Agricultura e Abastecimento do Governo de São Paulo, Silvana Saraiva, presidente da Câmara do Comércio Brasil África e Thomas Law, presidente do Ibrachina e fundador do Ibrawork. Segundo Adriano, o Governo de São Paulo já investiu R$ 100 milhões para os Institutos de pesquisas focados no agro pensando nos produtores e no mercado como um todo. “O mundo precisa muito do agro e o agro necessita de tecnologia, e o estado de São Paulo pode contribuir muito para o agro mundial”, completou o Secretário.

Investimento no Agro

Diante de um setor promissor que com amplo espaço para inovação, o mercado de investimentos tem sido cada vez mais incisivo no agronegócio. O painel “Estratégia de investimento em startups do agro” com a participação do Pompeo Scola, CEO da Cyklo, a maior aceleradora AgriTech do Brasil, que fomenta a inovação no Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia) e tem como objetivo acelerar startups do universo agro em São Paulo e no Mato Grosso utilizando o fundo privado. A conversa também contou com  Rodrigo Reis, sócio da Deloitte, maior empresa de prestadoras de serviços de auditorias do mundo.

Pompeo contou que ficou muito honrado em participar do evento, que tem como objetivo pensar o futuro do agronegócio, da exportação, da vida, da agricultura do Brasil, do mundo, do alimento, que trouxe provocações importantes e como podemos contribuir de alguma maneira. “Além disso, o evento trouxe um network maravilhoso com pessoas que palestraram junto comigo e que assistiram os painéis também. Estou cheio de cartões de visita e uma série de ideias importantes”, finalizou.

Pitchs de startups

O evento ainda teve um momento para que empreendedores pudessem apresentar startups com soluções para o agro com a finalidade de trazer tecnologias e investimentos para os pequenos e grandes produtores. Salvador Iglesias Ramalho, CEO da Saveadd, apresentou sua startup, que consiste em um WebApp integrável e seguro que aprimora o gerenciamento estratégico de estoque, para dar vazão a produtos parados, prevenindo perdas e melhorando o CMV. Trata-se de uma plataforma para combater o desperdício de alimentos.

Segundo Salvador, ele apresentou a sua solução para mostrar como é possível priorizar ações de Governança na gestão dos estoques dos produtores rurais e da sua cadeia para evitar o desperdício de alimentos, gerar negócios e fazer com que o Brasil seja cada vez mais eficiente em diversas localidades do setor. “O Agro Tech foi um ambiente muito bom para apresentar um conceito de mudança da cadeia alinhada com a visão de novas tecnologias, trazendo o novo, mas respeitando também o atual. Foi um pitch que agregou bastante para a Saveadd e também como temática para o evento”, disse o CEO.

Novas tecnologias e o Mercado Brasileiro

Voltando aos painéis, em vídeo chamada, Teresa Cristina Vendramini, presidente da Sociedade Rural Brasileira, apareceu no evento diretamente do telão para falar sobre o tema “Mercado Interno: Tendências macroeconômicas”. A profissional se destaca no segmento, por ser a primeira mulher a assumir o cargo de presidência do instituto após 100 anos, que trabalha na formulação de políticas públicas e iniciativas voltadas para o desenvolvimento da agropecuária.

O último painel discutiu “Como as novas tecnologias estão transformando o agro”, que teve a participação de Vitor Mondo, head de Tecnologia da Embrapa Agricultura e do Daniel Plotrino, que tem mais de 25 anos de experiência em tecnologia e atua como head de Ferramentas Digitais da Yara, empresa criada em 1905 com o objetivo de tirar o nitrogênio do mar e transformá-lo nos primeiros fertilizantes do mundo. E o Agro Tech foi finalizado com a Fabiana Padovan, da Wakana Capital, que falou sobre o mercado interno e as tendências do setor pelo viés empreendedor.

Sobre o Ibrawork

Fundado por Thomas Law, o Ibrawork é um hub especializado em inovação e que desenha programas personalizados de inovação aberta, cultura e comportamento e gestão da inovação para empresas dos mais diversos setores. Além disso, consistentemente abre seu espaço em São Paulo para eventos e programas que sigam o mesmo propósito.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90