MENU

OPROGRESSONET Publicidade 728x90
01/12/2022 às 17h34min - Atualizada em 02/12/2022 às 00h00min

DIA INTERNACIONAL DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA : Startup cria aplicativo que ajuda pessoas com deficiência a fazer compras.

SALA DA NOTÍCIA Vinicius Vieira de Oliveira
https://www.inclue.com.br/

O dia 03 de dezembro foi declarado pela Organização das Nações Unidas como o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, a partir do ano de 1992. A data tem como intuito informar sobre aa deficiências, assim como a reflexão do lugar ocupado pelas pessoas com deficiência na sociedade e o que pode ser feito pela acessibilidade e inclusão social.

De acordo com dados da ONU (Organização das Nações Unidas), cerca de 10% a 15% da população mundial tem alguma deficiência. No Brasil, após mudança de estudos adotados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), os deficientes correspondem a 6,7% da população e as “pessoas com alguma limitação funcional” são 17,2%.

A PESSOA COM DEFICIÊNCIA

Nos dias atuais, o conceito deficiência é definido pela Convenção Internacional sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência (aprovada pela Assembleia Geral da ONU em dezembro de 2006), reproduzido no artigo 2º da Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). 

SOBRE A INCLUE - POSSÍVEL FONTE PARA PUBLICAÇÃO

A Inclue é uma startup criada em 2019 que fornece, por meio de sua plataforma, o atendimento personalizado para públicos específicos na hora das compras. Seu protagonismo consiste, basicamente, em proporcionar inclusão na experiência de consumo no varejo tanto para pessoas com deficiência quanto para pessoas com idade acima dos 60 anos.

A Inclue dispõe de três vertentes específicas: treinamento, sistema de Atendimento e sistema de Avaliação do Atendimento, com o intuito de proporcionar mais acessibilidade para quem tem necessidades especiais, assim como aumentar a conscientização sobre inclusão social.

A startup auxilia as empresas varejistas na implementação de estratégia de Customer Experience, com treinamentos em sistema de Educação a Distância (EAD). Também apoia clientes com necessidades especiais, por meio de um aplicativo que oferece agendamento do dia, horário e a necessidade que cada um possui na hora de ir até um estabelecimento comercial.

Curso

As organizações que procuram oferecer o melhor atendimento para PCD e pessoas acima de 60 anos, podem selecionar seus funcionários (gerente, atendente, coordenadores de equipes, dentre outros) para receberem o treinamento que é feito de acordo com a demanda e perfil de cada empresa. 

Aplicativo

O aplicativo é extremamente didático e de fácil uso para os clientes: pode ser baixado tanto no Sistema Android, quanto no IOS, consome pouco espaço de memória do smartphone e sua navegabilidade é intuitiva.

Basta se cadastrar, fazer o login, selecionar a loja na qual quer efetuar a compra, indicar data e horário e selecionar as necessidades específicas. Os dados apresentados são recebidos pela loja escolhida.

Sócios Fundadores

Sonny Pólito 

Sonny Pólito, aos quatro anos, foi diagnosticado com alta miopia e astigmatismo. Aos 10 anos, soube que era portador de retinose pigmentar, doença genética que reduz a possibilidade de enxergar. Três anos depois, não conseguia ler e teve ajuda dos pais e professores para não desistir. Mesmo com a visão comprometida, seguiu nos estudos. Aos 19 anos, entrou no Curso de Comunicação Social na FAAP, se formou em 2003 e iniciou carreira em uma multinacional americana. Passou por uma instituição financeira e por empresas de tecnologia, atuando na área comercial e suporte de vendas. Contribuiu na formação de comitês de inclusão de pessoas com deficiência nas empresas. Em 2016, foi convidado para liderar o movimento de pessoas com baixa visão no Brasil, por meio do Movimento da Bengala Verde que já existe em 14 países. Em 2019, ao participar da primeira Startup Weekend de diversidade e inclusão, teve contato com  mentores e surgiu a ideia de fundar a Inclue para tornar o varejo mais inclusivo, recebeu o prêmio de 1º lugar e motivou-se a empreender.

Rodrigo Piris

Rodrigo Piris começou a falar e andar apenas com três anos. De origem humilde em uma comunidade da Zona Sul de São Paulo, teve uma infância reprimida por bullying. Iniciou aulas de informática aos nove anos. Aos 16 anos aventurou-se em hacking de computadores. Iniciou sua carreira como programador e web designer. Posteriormente, como analista de sistemas e arquiteto da informação no setor de e-commerce. Cursou superior em Sistemas para Internet e Gestão de Marketing, mas decidiu trancar ambos cursos por ter sofrido bullying, optando por aprender como autodidata. Em 2011, criou o Movimento Queremos Ética, que foi destaque nas em suas campanhas digitais e passeatas contrárias à corrupção, cujas ações receberam destaque nas mídias sociais e na televisão. Recebeu 11 prêmios em inovação. Em 2021, ao observar autistas junto à Inclue, revendo sua própria história e o perfil de alguns familiares, decidiu procurar atendimento psicológico e psiquiátrico  e recebeu o diagnóstico de TEA, nível 1 de apoio, com altas habilidades e hiperfoco em escrita. Atualmente cursa Gestão de Tecnologia na FIAP.

Temas Abordados pelos Especialistas

  • Inclusão social
  • S – do ESG
  • Varejo e a acessibilidade para pessoas com deficiência 
  • Acessibilidade 
  • Sobre a startup e suas ferramentas 

PARA MAIS INFORMAÇÕES

Contatos com Imprensa 

LAM COMUNICAÇÃO 

Vinicius Vieira

11 98874-1744

[email protected] 

Alessandra Bruno 

(11) 97498-7070

[email protected] 


Notícias Relacionadas »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90