MENU

OPROGRESSONET Publicidade 728x90
01/12/2022 às 17h23min - Atualizada em 01/12/2022 às 17h23min

Alunos do SESI Imperatriz conquistam 19 medalhas na Olimpíada Nacional de Eficiência Energética

Competição estimula estudantes a pensar novas maneiras de produzir e consumir energia de forma consciente

Imprensa/FIEMA
Seis alunos alcançaram a medalha de ouro Henrique Santos, Jhoanna Furlan, Fernanda Leite, Mariana Carceres, Paulo Enrico e Pedro Matos - Foto: Divulgação
 
Destaque no cenário nacional mais uma vez, o SESI Maranhão comemora bons resultados na Olimpíada Nacional de Eficiência Energética (ONEE). Além do conhecimento adquirido, alunos do SESI Imperatriz conquistaram medalhas nas categorias Bronze, Prata e Ouro. Seis alunos alcançaram a medalha de ouro: Henrique Santos, Jhoanna Furlan, Fernanda Leite, Mariana Carceres, Paulo Enrico e Pedro Matos. Oito alunos conquistaram ainda medalha de prata e cinco foram bronze. 

A prova da Olimpíada foi realizada on-line, no mês de outubro, e contou com a participação de cerca de 140 alunos, de quatro turmas do 8° ano e duas do 9° ano. A ONEE tem o objetivo de disseminar o papel da eficiência energética e educar os estudantes para pensar formas de produzir e consumir energia elétrica conscientemente. 

Os estudantes passaram por duas fases de provas on-line. A primeira de questões fechadas e a segunda composta por práticas em um desafio que usava o conceito de gamificação. Nesta última etapa, o estudante era colocado em situações cotidianas e tinha que tomar decisões para o consumo consciente e sustentável de energia em diversos ambientes. 

Os alunos tiveram uma semana para responder as questões e pôr em prática três desafios relacionados ao consumo consciente de energia elétrica no dia-dia. Professora de Ciências da Natureza do SESI Imperatriz e incentivadora dos alunos, Lenilde Xavier, conta como foi desenvolvida a preparação dos alunos para participar da prova. 
 
“O próprio site da competição disponibiliza módulos para estudos. Então discutimos com eles sobre coisas que passam despercebidas em relação à economia de energia. A partir daí incentivamos os alunos a colocarem em prática a fim de que eles mudassem alguns hábitos educacionais em casa, como abrir a geladeira quando necessário, sempre desligar as lâmpadas. São pequenos detalhes, mas que no final fazem toda diferença na conta de energia”, explicou a educadora. 

A ONEE é destinada aos estudantes do oitavo e nono ano do Ensino Fundamental de escolas públicas e privadas de todas as regiões do Brasil. Para a gerente do SESI Imperatriz, Amparo Alencar, o resultado foi além do esperado. “ Essas competições contribuem bastante para a formação pessoal e profissional de um indivíduo e nós estamos muito felizes, pois não esperávamos ter tantos medalhistas nessa primeira vez participando da ONEE”, comemorou. 

Os alunos ainda receberão as medalhas, que serão enviadas a todos os vencedores, diretamente à escola. Mas os medalhistas ainda vivem a expectativa de uma premiação ainda maior. É que eles aguardam ainda a lista oficial da organização sobre 200 bolsas de estudo de até R$ 3 mil. Ao todo, essa edição oferece um total de 2 mil medalhas. 

Pedro Matos (14), aluno do 8º ano falou sobre a experiência e participação na Olimpíada. “ Foi muito prazeroso participar sobretudo dos desafios. Tivemos que construir uma casa com orçamento limitado e fazer com que ela consumisse menos energia possível”. Na minha casa também muita coisa mudou, toda vez que saio de um cômodo volto e apago a luz, e sempre que não estou utilizando um aparelho também tenho mais atenção para desligá-lo”. 

Paulo Enrico (15), aluno do 8º ano, que também participou da olimpíada, disse que foi muito proveitoso e interessante. “Desde as questões das provas até os desafios foi muito bacana. A competição trouxe experiência nova e nos ajudou a repensar nossas atitudes relacionadas ao consumo de energia tanto em casa como em outros ambientes que frequentamos”.

Notícias Relacionadas »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90