MENU

OPROGRESSONET Publicidade 728x90
30/11/2022 às 11h34min - Atualizada em 01/12/2022 às 00h04min

Carros para PCDs: cuidados e adaptações necessárias

Consultor técnico da NGK recomenda principais ações para manter a segurança do motorista durante o uso do veículo

SALA DA NOTÍCIA
Gabrielle de Andrade Pepato
Foto: Divulgação

São Paulo, novembro de 2022 - Destinados a pessoas com um certo grau de limitação física, visual ou mental, os carros para PCDs estimulam a inclusão social no setor automotivo no Brasil. Esse tipo de veículo, que pode ser adquirido pelo próprio portador ou um responsável legal, dispõe de redução de impostos na hora da compra, como IPI e ICMS, liberação do pagamento de IPVA em muitos estados do país e isenção do rodízio municipal de veículos - no caso da cidade de São Paulo. 

“As adaptações desses veículos variam de acordo com o laudo médico apresentado no momento da perícia no Detran”, explica Hiromori Mori, consultor de Assistência Técnica da NGK do Brasil, multinacional japonesa especialista em sistemas de ignição. “O médico indica quais mudanças são necessárias de acordo com o grau e tipo de limitações apontadas. As adequações mais comuns incluem o uso de direção assistida (elétrica ou hidráulica) e transmissão automática ou automatizada”, completa.

Principais adaptações nos veículos para PCDs: 

  • Volante: inclusão de uma alça para evitar que a mão do motorista se solte do volante ou um pomo giratório para facilitar a condução;
  • Freio e acelerador: instalação de uma alavanca para o condutor acelerar e frear o veículo com apenas uma das mãos;
  • Rampas e plataformas: além das tradicionais rampas, são utilizadas plataformas hidráulicas ou de suspensão para facilitar o acesso de cadeirantes; 
  • Bancos: implementação de bancos giratórios e ergonômicos projetados especificamente para cada motorista.

A importância da manutenção preventiva

A manutenção de um carro para PCDs segue o mesmo padrão de outras vistorias. Os veículos devem prioritariamente realizar a manutenção preventiva com peças de qualidade para evitar momentos indesejados durante o uso. Além dos cuidados com o próprio veículo, é primordial que haja um treinamento pessoal por parte do motorista, para que o mecânico entenda com clareza a necessidade do cliente e as adaptações físicas realizadas na infraestrutura visando a acessibilidade, assim como as mudanças nas áreas comuns.

“Os produtos da NGK e NTK podem ser aplicados em todos os veículos para PCDs por serem produzidos com a mais alta tecnologia e confiabilidade. Somos fornecedores de montadoras tanto no mercado nacional como no internacional e trazemos tecnologia de ponta embarcada em todos os nossos produtos”, ressalta o consultor técnico.

Faltam oficinas especializadas 

“De um modo geral, no Brasil não temos oficinas dirigidas a esse público específico. Portanto, é um setor em que elas podem se especializar e oferecer serviços diferenciados, ampliando o seu escopo de atuação”, comenta Hiromori. “A oficina deve priorizar serviços com hora marcada, porque alguns dos veículos possuem características próprias, o que pode dificultar a manobra e o teste, por exemplo. Nesse contexto, é mais prudente sempre verificar a necessidade de cada cliente.”

Sobre a NGK

Fundada em 1936, em Nagoya, no Japão, a NGK é a maior fabricante e especialista mundial em velas de ignição, com forte presença em todos os continentes. No Brasil, a empresa atua há mais de 60 anos, conta com aproximadamente 1.300 funcionários e tem uma fábrica com 625 mil m2 em Mogi das Cruzes, SP. A empresa – detentora das marcas NGK (componentes automotivos) e NTK (sensores e ferramentas de corte) – disponibiliza em seu site dezenas de opções de cursos online para mecânicos e aplicadores de produtos. Para mais informações, acesse: http://www.ngkntk.com.br/.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90