MENU

OPROGRESSONET Publicidade 728x90
30/11/2022 às 11h39min - Atualizada em 01/12/2022 às 00h03min

Como ser compositor? Aprenda a vender a sua música!

Ser compositor é um desejo em sua carreira artística? A New Music Brasil preparou um guia completo sobre a venda de música. Vem!

SALA DA NOTÍCIA Camila Mateiro - New Music Brasil
http://newmusic.digital/
Foto: New Music Brasil

Como ser compositor é uma pergunta frequente para quem está inserido no mercado musical e quer viver da arte. Ele precisa ser só compositor? Um cantor pode ser compositor? Um instrumentista pode ser compositor e cantor?

O profissional da composição não precisa estar limitado a apenas compor, mas, também, pode ser um performer ou um instrumentista. Ele pode escrever tanto para si, quanto para outros cantores de dentro e de fora da sua cena. 

Hoje, há uma grande demanda no mercado musical nacional por estes profissionais. Especialmente quando falamos em cantores que compõe suas próprias músicas. O compositor possui um grande destaque dentro da indústria.

A verdade é que a nossa sociedade consome músicas muito rápido. Um sucesso chega a durar alguns meses, mas, depois cai. Existem músicas, inclusive, que não passaram mais do que duas semanas nas rádios. 

E esta é a principal questão por solicitar tantos compositores no mercado musical. A indústria precisa de vários profissionais que criem novos sucessos a cada segundo, acompanhando a atual moda, ritmo, tema e tudo que seja relevante para aquele momento.

A música precisa estourar assim que chega nas plataformas digitais, ou até mesmo antes. Ela precisa emplacar, viralizar, tocar nas rádios, tornar-se trend… 

É, não é um trabalho tão fácil quanto parece. 

Mas, isso também gera ótimas oportunidades para que diversos compositores consigam ganhar destaque na mídia e comporem para vários artistas. Por consequência, essa pressão que os autores possuem, os cantores também têm, visto que, eles também precisam lançar faixas com uma frequência determinada.

Para poder vender como um compositor de peso, primeiro deve-se se ter um perfil de compositor. Vamos ver um pouco mais sobre isso?

Perfil de um compositor: onde ele pode atuar?

Como previamente pincelamos no começo do post, os compositores podem ser cantores e instrumentistas. Mas, eles também podem ser cantores que apenas não gostam de fazer shows. Um caso na mídia atual é a cantora Sia, que realiza apresentações, mas não gosta de fazer turnê.

Contudo, se ainda assim cantar e se apresentar para o público não for a sua praia, tem a opção de vender a sua obra para outro cantor, ou banda. Desta maneira, você pode ainda manter os royalties da música sem ter que perfomá-la. 

Os ritmos mais populares são o sertanejo, o forró, o pop e o funk. Então, é de se esperar que nessas áreas um compositor seja mais requisitado, visto que, a demanda por novidades é muito maior. 

Ou seja, tenha em mente que muitas vezes você poderá escrever para gêneros que não seja tão fã, mas que está saindo muito no mercado e precisam de composições frescas.

Geralmente você pode optar por compor para todos os gêneros no começo da sua carreira como estratégia para se consolidar no mercado. Após ganhar um nome e ter estabilidade, você pode optar por escrever apenas para os gêneros que mais tiver facilidade.

Compositores só trabalham com cantores na mídia?

Não! Os autores podem estar presentes em teatros, cinema e televisão. Podendo, então, compor para peças de teatro, seriados, novelas, filmes e musicais. O mercado é enorme, basta apenas encontrar a área onde mais você se identifica. 

No Brasil, a mídia de entretenimento não é tão pesada quanto a mídia musical. Em países como Estados Unidos, por exemplo, musicais são extremamente requisitados porque são parte da tradição do país. 

Mas, embora seja um mercado um tanto fechado, não impede o compositor de adentrar e achar o seu lugar. O que nos leva ao nosso seguinte questionamento.

 

O que é preciso para se tornar um compositor?

 

A área não requer necessariamente de uma formação específica. Contudo, estudar a teoria musical é um fundamento indispensável para se tornar um excelente compositor. Visto que, é necessário possuir conhecimento relacionados à música, como o ritmo, a melodia e a harmonia

Existe a graduação nas universidades de música e diversas pós, especializações e cursos próprios para se formar em música e em sua teoria musical. Você pode optar por estudar sobre tudo e se graduar em uma faculdade ou nichar o seu conhecimento e apostar em uma especialização específica para o que você quer.

Mas, os compositores precisam sim ter conhecimentos e noções sobre a teoria musical. Eles necessitam aprender e conhecer técnicas e procedimentos para compor uma letra. Contudo, é necessário que o compositor saiba fazer letra e melodia? 

Em uma resposta curta: não!

Compositor não é o mesmo que letrista

Como assim?

Sim! O compositor é responsável pelo pacote completo, letra e melodia! Já o letrista, ele apenas produz a letra da música, sem se envolver na parte melódica. 

Sabe aquele conceito de que uma melodia sem letra é uma música, mas uma letra sem melodia é apenas uma poesia? Este conceito é aplicado aqui!

Existem músicos que não fazem letras, focando nos instrumentos. Eles geralmente montam as famosas ‘‘panelas’’ com letristas, e, juntos, compõem a música. 

Falando em letra… 

O conteúdo de uma música pode ser sobre o que o seu compositor quiser. O tema mais comum é, claro, o amor. Seja ele em histórias românticas ou em versos tristes que contam uma separação, uma traição, um amor impossível, dentre outros. 

É necessário que o compositor esteja a par com a sociedade para poder realizar composições que vendem aquilo que as pessoas querem ouvir. Se no momento, músicas sobre a agro farra estão populares, os consumidores irão pedir cada vez mais faixas que entreguem esse tema. 

Claro que, o amor e o desamor são temas que perpetuam e não saem de moda. Por isso não existem regras ou fórmulas que devem ser seguidas a risco. Apenas se preparar para o mercado musical, que é um mercado extremamente mutável, competitivo e líquido. 

Crie uma rotina!

Ter uma boa disciplina é indispensável em qualquer carreira profissional, especialmente aquelas que são vinculadas à criatividade e à arte. É necessário manter uma organização e planejamento, porque um compositor não pode apenas contar com a sua inspiração.

Sim, pode parecer um conceito até duro, mas, com estúdios, editoras e gravadoras necessitando a todo momento músicas novas, um compositor precisa escrever quase que de maneira mecânica, caso o seu intuito seja sempre se manter na mídia. 

Ao planejar uma rotina de trabalho, determinar horários, estipular uma média de músicas mensais ou semanais e saber ao certo o que irá fazer todos os dias da semana, você consegue estimular a sua criatividade para que flua com muita mais facilidade. 

Tá bom, agora eu tenho a música pronta, o que eu faço? 

Bora lá!

Onde vender as composições?

Atenção! Em hipótese alguma venda a sua obra sem ter passado por uma editora musical e ter registrados os direitos autorais antes. Quando sua composição estiver pronta para ser vendida, faça o registro primeiro e evite comentar nas redes sociais ou publicar a letra antes de ser registrada, por possíveis golpes.

O processo é muito simples e rápido, para este ponto temos dois post que vamos te indicar! Um sobre tudo o que você precisa  saber sobre uma editora musical e outro, que é um guest post do Palco MP3 onde será explicado como se dá o processo de registro de uma obra

Mas, resumidamente, o processo para registrar uma letra de música é muito tranquilo. Em um primeiro momento a partitura deve ser registrada no cartório, como qualquer documento. Após esse processo, você precisa registrar a obra na Biblioteca Nacional, o que irá garantir que a sua obra esteja segura em todo o país. 

Existem, também, alguns sites que podem registrar a sua música, contudo, prefira sempre pesquisar se são mesmo confiáveis. 

Quanto custa a liberação de uma música?

O preço de venda de uma música costuma depender de quão bem estabelecido o compositor esteja dentro do mercado artístico. Um autor inicial, pode chegar a cobrar entre 1.000 reais a 1.500 reais. 

Contudo, esse preço pode ser ajustado conforme o compositor for subindo de nível. Existem grupos de compositores no mercado que chegam a cobrar até 60 mil reais por música, chegando a aumentar a taxa caso o artista queira ser o único a gravar a composição. 

O mercado é disputado e os cantores irão optar sempre pelo mais barato. Mas, não se esqueça que no final do dia, o que pesa mais é o nome do compositor dentro do mercado. Então, faça o seu!

E, caso o compositor for contratado por uma empresa, como fica?

Se o autor for parte de uma empresa especializada, ele, por tabela, acaba recebendo um salário fixo mensalmente. Uma base por cima que podemos dar é:

  • Empresa pequena: 800 reais a 2.000 mil reais;
  • Empresa média: 1.032 mil reais a 2.520 mil reais;
  • Empresa grande: 1.350 mil reais a 3.300 mil reais.

Estes salários servem apenas para você ter como expectativa de espera do mercado. É claro que, cada empresa possui o seu padrão em relação aos salários. Contudo, sempre esteja pronto para esperar o mínimo ou muito mais do que o máximo.

Neste ponto você deve pensar no que é melhor para você. Se, você como compositor, achar melhor montar a sua própria empresa, ou seja criar um CNPJ, para poder divulgar o seu trabalho de maneira independente e receber todos os lucros, saiba que também não é um caminho tão difícil quanto parece.

Uma das coisas que difere de ser colaborador ou empregador é de que com uma empresa você terá o seu nome visível e acesso a artistas muito mais rápido e simples, o que não aconteceria trabalhando autonomamente. 

Falamos sobre o que é ser compositor, requisitos para se tornar um, como se tornar um, preços, salários e como registrar a sua obra. Como um bônus, que tal saber quem foi o maior compositor do Brasil e aprender um pouco com a sua trajetória?

Qual é o maior compositor do Brasil?

A lista de compositores que marcaram a história da música nacional é altamente ampla, vasta e diversificada, quase que impossível de listar todos os nomes. Mas, antes de falarmos qual é o maior de todos, iremos relembrar alguns autores que escreveram clássicos da música brasileira. 

Dá uma conferida!

1. Chiquinha Gonzaga

Chiquinha Gonzaga foi a primeira mulher a reger uma orquestra no Brasil. Ela, também, é responsável por nada mais, e nada menos que, ô abra alas, que eu quero passar! Conhece?

2. Pixinguinha 

Praticamente pai do choro brasileiro. Pixinguinha, com quinze anos, era parte da orquestra do Teatro Rio Branco. Desde então, fez parte de diversos grupos musicais, incluindo Caxangá, onde saiu em turnês internacionais e conquistou a fama de um dos maiores músicos do Brasil. 

Meu coração, não sei porqueeee bate feliz quando te vê… 

3. Cartola

Há quem diga que o Cartola foi o maior sambista que o Brasil já viu. Cantor, compositor, instrumentista e poeta, Angenor de Oliveira fundou a escola de samba Estação Primeira de Mangueira. 

Na década de 30, Carola chegou a ser um dos compositores de Carmen Miranda, mas apenas com 66 anos que ele explodiu em carreira solo.

4. Luiz Gonzaga   

Sem sombra de dúvidas Luiz Gonzaga foi um dos maiores compositores e músicos que o Brasil teve o prazer de ter. Considerado o rei baião, xaxado e xote, Luiz compôs músicas que tornaram-se hinos do nordeste.

Eu perguntei a Deus do céu, ai, por que tamanha judiação… 

5. Tom Jobim

Olha que coisa mais linda, mais cheia de graça… 

Tom foi um dos marcos da música popular brasileira

6. Vinícius de Moraes

Vinícius foi um dos maiores poetas do modernismo. O poeta foi responsável por ser um dos principais compositores da MPB, compondo ao lado de Tom Jobim, Pixinguinha, Toquinho, João Gilberto, Chico Buarque, dentre outros. 

7. Dona Ivone Lara

A Rainha do Samba. Dona Ivone participou de um grupo junto a nomes como Pixinguinha e Donga. Responsável por compor músicas para escolas de samba e partidos-altos, apenas no final da década de 70 que a compositora conseguiu lançar o seu primeiro disco.

8. Roberto Carlos

O rei é o rei, não é mesmo? Junto a Erasmo Carlos, foram os responsáveis por criar os primeiros movimentos de rock no Brasil. Já na Música Popular Brasileira, Roberto foi o artista que mais vendeu discos no país

Se chorei ou se sofri, o importante é que emoções eu vivi… 

9. Erasmo Carlos 

Falamos de um rei, então agora falaremos de outro. Erasmo Carlos formou o grupo Os Sputiniks, junto a Roberto Carlos e Tim Maia. Após encerrarem a parceira, Erasmo tornou-se como um dos grandes nomes da Jovem Guarda, fazendo história dentro da música brasileira.

10. Gilberto Gil

Gilberto é um dos nomes que deixou uma marca enorme dentro da música nacional. Percurssor do Tropicalismo, Gilberto consolidou-se nos anos 60 primeiramente com apresentações em festivais. Do rock à Bossa Nova e ao MPB, o artista chegou a ser ministro da Cultura. 

11. Milton Nascimento

Milton é considerado um dos compositores mais respeitados da MPB. Suas músicas foram regravadas por grandes cantores, como Elis Regina e tornaram-se clássicos da música. ‘‘Maria, Maria’’, ‘‘Canção do Sal’’, ‘‘Canção da América’’, dentre outras, hoje são referências de músicas bem construídas que irão se perpetuar em várias e várias gerações.

12. Caetano Veloso

Caetano é um dos maiores nomes do Tropicalismo. Irmão da consagrada Maria Bethânia, ambos deram início a sua carreira na música juntos, cantando e tocando violão nos bares da Bahia. 

Atravessando gerações, Veloso chegou a se apresentar ao lado de Gal Costa, Gilberto Gil, Maria Bethânia, Tom Zé, entre outros grandes nomes da música nacional.  

13. Chico Buarque 

Buarque é um dos principais nomes da Música Popular Brasileira, e, não satisfeito, também eternizou os seus escritos no mundo literário. 

O meu amor me chamou pra a banda passar, cantando coisas de amor… 

14. Renato Teixeira

Renato Teixeira é o responsável pelo subgênero do Sertanejo MPB e Folk. Com composições que são consideradas hino de peões, sertanejos e adoradores de Nossa Senhora de Aparecida, Renato revolucionou a cena sertaneja, mostrando uma vertente totalmente diferente da que estava fazendo sucesso.

Sou caipira, pira, pora, Nossa Senhora di Aparecida… 

Ary Barroso: dono da música mais regravada do Brasil

Brasil… Meu Brasil brasileiro!

É impossível falar da composição nacional e não citar em primeiro lugar o cantor, compositor, instrumentista, locutor, radialista e um dos principais precursores do samba-exaltação, Ary Barroso, que contribuiu na música nacional com centenas de obras que tornaram-se clássicos. 

‘‘Aquarela do Brasil’’, gravada em 1939, foi a música mais regravada do Brasil com mais de 416 releituras. Contudo, perdeu o seu posto para ‘‘Garota de Ipanema’’ do Tom Jobim com Vinicius de Moraes, que conta com 423 gravações. 

Em terceiro lugar, segundo o ECAD, está ‘‘Carinhoso’’ com Pixinguinha, com 414 regravações. 

O clássico do Ary, foi regravado por nomes como Carmen Miranda, Frank Sinatra, Tom Jobim, Caetano Veloso, Tim Maia, Gal Costa, Erasmo Carlos e Elis Regina. ‘‘Aquarela do Brasil’’ foi considerada a décima segunda maior música do Brasil, segundo a revista Rolling Stone e, pela Globo, a maior música do século.

Devido a Carmen Miranda ter regravado a música, Ary Barroso foi reconhecido na cena internacional e convidado para fazer musicais para a Disney. Dentre eles, compôs músicas para o desenho Aventuras de Zé Carioca e Os Três Cavaleiros. 

a Hollywood chamou o compositor para escrever trilhas sonoras para diversos filmes, como ‘‘Três Garotas de Azul’’.

Em decorrência de uma pneumonia, Ary faleceu em 1964, com 60 anos, no dia em que a escola de samba Império Serrano iria lhe prestar uma homenagem no domingo de Carnaval. 

Em 2008, a Academia Brasileira de Letras reconheceu ‘‘Aquarela do Brasil’’ como uma das 17 composições ‘‘inquestionáveis do cancioneiro brasileiro’’.

Esperamos que tenha compreendido todo o complexo de ser um compositor. Não é tão difícil quanto parece ser, a carreira apenas requer determinação, insistência e muito estudo da música

Mas, nada é impossível para quem é realmente determinado e disciplinado. 

Se ficou alguma dúvida, não hesite em entrar em contato com a New Music Brasil!

Compositores fazem parte do ecossistema musical. Que tal dar uma olhadinha no Blog da New para entender mais sobre esse assunto?

 


Notícias Relacionadas »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90