MENU

OPROGRESSONET Publicidade 728x90
29/11/2022 às 14h11min - Atualizada em 29/11/2022 às 14h11min

“Bandeira 2” fez sucesso no início dos anos de 1970

“Bandeira 2” foi exibida pela Rede Globo, no horário das 22 horas, de 28 de outubro de 1971 a 15 de julho de 1972, totalizando 179 capítulos.

Da Redação
GB Edições
Paulo Gracindo interpretou o bicheiro Tucão e Milton Moraes, o seu fiel escudeiro Quidoca, em “Bandeira 2”, sucesso global do início dos anos 70 / Foto: Arquivo GB Imagem
  
A rivalidade pelo controle do jogo do bicho no subúrbio carioca de Ramos foi o tema principal da novela “Bandeira 2”. A trama contava a história de Artur do Amor Divino, o Tucão (Paulo Gracindo), e Jovelino Sabonete (Felipe Carone), inimigos declarados, que foram surpreendidos pelo romance entre seus filhos, Thaís (Elizangela) e Márcio (Stepan Nercessian). Os dois bicheiros disputavam ainda o amor da taxista Noeli (Marília Pêra), porta-bandeira da escola de samba do bairro. Com ideias feministas, Noeli enfrentou preconceito por ser desquitada. No final da novela, Tucão é assassinado. A cena do enterro foi ao ar no capítulo final. Quidoca (Milton Moraes), o braço direito do bicheiro, ajudou a carregar o caixão, vestido exatamente como Tucão e assumindo o papel de seu herdeiro.

Todas as escolas de samba do Rio de Janeiro se candidataram para participar da novela. A escolhida foi a Imperatriz Leopoldinense, na época apenas uma pequena escola sediada em Ramos, onde se passava a trama. Paulo Gracindo foi a primeira escolha do autor Dias Gomes para dar vida à Tucão, embora a direção quisesse o ator Sérgio Cardoso para o papel.

O bicheiro Tucão teve imensa aceitação popular, inclusive entre os contraventores do jogo do bicho. Mas o sucesso não impediu que a Censura Federal exigisse a morte do personagem, sob o argumento de que o bem deveria triunfar sobre o mal.

A trilha sonora original de “Bandeira 2” incluía “Martim Cererê”, o samba-enredo composto por Zé Catimba e Gibi, da escola de samba Imperatriz Leopoldinense, para o Carnaval de 1972. Zé Catimba foi interpretado na novela por Grande Otelo. No disco, o samba foi gravado pelo próprio Zé Catimba, junto com a banda Brasil Ritmo.

De autoria de Dias Gomes e direção de Daniel Filho e Walter Campos, “Bandeira 2” foi exibida pela Rede Globo, no horário das 22 horas, de 28 de outubro de 1971 a 15 de julho de 1972, totalizando 179 capítulos.

Notícias Relacionadas »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90