MENU

OPROGRESSONET Publicidade 728x90
28/11/2022 às 23h19min - Atualizada em 28/11/2022 às 23h19min

CCR Aeroportos aposta na divulgação do turismo do Tocantins e destaca cenários paradisíacos

Parque Estadual do Jalapão fica a menos de quatro horas do aeroporto de Palmas.

AF/Notícias
Cenário paradisíaco do Jalapão / Foto: Fernando Alves
  
Dunas alaranjadas, belas cachoeiras e piscinas naturais com águas verde-esmeralda. Esse é o cenário paradisíaco do Jalapão, em Tocantins, um dos tesouros naturais da região central do Brasil. “O Jalapão é um dos típicos lugares do Brasil sobre os quais todo mundo já ouviu falar, mas poucas pessoas efetivamente já visitaram. Precisamos aumentar esse fluxo, porque é uma experiência incrível”, diz Fabio Russo Correa, CEO da CCR Aeroportos.

Desde que conquistou a concessão de 15 aeroportos no leilão realizado pelo governo federal no ano passado, a empresa definiu como uma de suas metas a divulgação dos atrativos turísticos próximos aos aeroportos dos quais assumiu a gestão. A CCR Aeroportos se propõe a participar ativamente do crescimento dessas regiões, por meio da interlocução com as entidades e lideranças locais do turismo e da negociação contínua com as companhias aéreas. “O objetivo é, de maneira transformacional, contribuir para o desenvolvimento do turismo e dos negócios”, explica o CEO.

 

Corredor turístico

O Parque Estadual do Jalapão fica a menos de quatro horas do aeroporto de Palmas – uma das cidades mais jovens do País, fundada em 1989, depois da criação do estado de Tocantins pela Constituição Federal. Por se tratar de um território vasto, cortado por estradas de terra, recomenda-se aos visitantes do Jalapão que contratem uma operadora de turismo local. Para desfrutar de tudo o que há para ser visto, o tempo de permanência indicado é de pelo menos quatro dias.

“O Jalapão é o nosso ícone, a nossa âncora, e vai continuar sendo, mas Tocantins tem bem mais a oferecer, especialmente quando se trata de ecoturismo e turismo de aventura”, ressalta Hercy Filho, secretário da Cultura e Turismo do governo estadual. Ele cita como exemplo a região das Serras Gerais, roteiro que combina uma série de atrativos – cavernas, cachoeiras, rios de água cristalina – e vem despertando interesse cada vez maior dos visitantes.

O secretário ressalta que há o projeto de unir as Serras Gerais com o Jalapão, pelo lado sul, facilitando que as duas regiões sejam visitadas em uma mesma viagem. “Com isso, teremos o maior corredor turístico do País, similar à Rota das Emoções, localizada entre os estados do Ceará, Maranhão e Piauí”, descreve.

Outros atrativos de Tocantins são o Parque Estadual do Cantão, onde o Rio Araguaia se encontra com os rios Coco e Javaés e forma um berçário natural para centenas de espécies, e a Ilha do Bananal, maior ilha fluvial do mundo. Ponto de transição do Pantanal para o Cerrado e a Floresta Amazônica, a ilha abriga 15 aldeias indígenas, incluindo uma que permanece completamente isolada.

Notícias Relacionadas »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90