MENU

OPROGRESSONET Publicidade 728x90
27/11/2022 às 11h23min - Atualizada em 27/11/2022 às 11h23min

Livros & Leitura

Leia e comente!

Da Redação
GB Edições

Cores e Pesadelos: Cena de um Crime

Assombrado pelo passado, o pintor impressionista Pablo Diaz passa a viver isolado em um sítio na ilha de Creta, na Grécia, e se envolve com a mística e com a natureza paradisíaca do local. Suas pinturas, repletas de cores, contrastam com uma existência conflituosa e seus vícios. O protagonista do livro “Cores e Pesadelos: Cena de um Crime” de Ricardo Carvalhaes Fraga é a peça fundamental de um jogo misterioso que inclui ganância, solidariedade e princípios éticos. A incorporação de temáticas como filosofia, arte, mitologia e religiosidade traz essência existencialista à obra narrada por Pablo, um homem atormentado pelo passado. Na trama, a rotina nebulosa, porém, pacata, do pintor toma um rumo inesperado a partir de um encontro com um misterioso empresário. Essa aproximação acaba envolvendo o protagonista numa trama criminosa e provoca uma situação de perigo extremo, que o coloca como perseguido. Ao longo da narrativa, os princípios e a conduta moral de Pablo o levam a um conflito que se estabelece a partir de uma rede de mentiras e traições. Para encontrar respostas, o artista percorre caminhos que se entrelaçam em um emaranhado de analogias mitológicas, envoltas em suas próprias contradições, que o levam a situações de risco. O livro tem todos os requisitos para ser apreciado por leitores de romances clássicos de Agatha Christie e das análises filosóficas de Friedrich Nietzche. A percepção niilista da personagem Ekaterini, com quem Pablo acaba se envolvendo, o induzem à tomada de decisões, e ele passa a agir na busca de uma saída que o livre de seus pesadelos reais e imaginários. No enredo, fica evidente que tomar decisões adversas aos próprios ideais, mesmo com a intenção de fazer o bem, pode desencadear situações inesperadas. Durante a narrativa, o leitor coloca-se em uma posição de expectativa. Com 160 páginas, o livro é da Editora Autografia.
 

A Fórmula do YouTube

Em “A Fórmula do YouTube”, o estrategista e especialista em audiência digital norte-americano Derral Eves reforça a certeza de que a audiência massiva da plataforma subsidiária do Google representa um oceano de oportunidades com alta lucratividade para empresas e criadores de conteúdo. Basta apenas saber como aproveitá-las. Lançada no Brasil pela DVS Editora, a obra reconhecida como best seller no “Wall Street Journal”, oferece o passo a passo para dominar o algoritmo da rede, conquistar mais visualizações, construir uma audiência, garantir engajamento e, claro, ganhar mais dinheiro com a publicação de vídeos na Internet. Com vasta experiência em mídias sociais, dispositivos móveis e marketing de vídeo, Derral Eves gerou mais de 60 bilhões de visualizações no YouTube ao ajudar canais a crescerem de zero para um milhão de inscritos. Seu canal de dicas e ensinamentos para empreendedores e influenciadores conta hoje com mais de 600 mil inscritos e cerca de 50 milhões de views. Esta bagagem, aliada ao trabalho com clientes de peso como Red Bull, NBC, ABC e Adobe Software, embasa todo o conteúdo do livro. Mesmo com a ascensão de aplicativos virais como o TikTok, o YouTube segue relevante para quem busca músicas, videoclipes, dicas de viagens, apoio para estudos, tutoriais e todo tipo de entretenimento. Um levantamento da empresa de cibersegurança NordVPN, realizado em janeiro de 2022, revelou que os brasileiros passam, em média, 12 horas por semana assistindo vídeos na plataforma. O dado confirma a confiança do autor no potencial desta rede social. O livro tem 336 páginas.
 

Estatuto da Criança e do Adolescente
Entre a Efetividade dos Direitos e o Impacto das Novas Tecnologias

Os desafios para efetivação do ECA em seus mais de 30 anos de criação encontram, mais recentemente, os entraves impostos pela tecnologia. Ao passo em que crianças e adolescentes integram uma das parcelas mais vulneráveis no ambiente virtual, o estatuto faz, apenas, seis referências à palavra “Internet” em seus dispositivos. O contraponto é apresentado na obra coletiva “Estatuto da Criança e do Adolescente – Entre a Efetividade dos Direitos e o Impacto das Novas Tecnologias”, lançamento da Editora Almedina. A publicação reúne artigos de 13 especialistas no tema. Eles levantam a discussão sob a necessidade de atualização da legislação, que tem por objetivo a proteção dos direitos da criança e do adolescente no país. A exposição diária, o excesso de estímulo ao consumo, o acesso a conteúdo pornográfico, o cyberbullying, a rotina de isolamento e sedentarismo. Problemas que atingem as gerações altamente conectadas são abordados pelos autores, entre outros temas atuais, como as novas formas de trabalho infantil artístico, na figura dos influenciadores digitais mirins, e a proteção da infância frente à sexualização precoce incitada pela publicidade e a alienação parental. O título é coordenado pela professora de Direito Civil da UFOB, Dra. Andrea Sant’Ana Leone Souza, pelo diretor do Mediterranea International Centre for Human Rights Research da Università degli Studi ‘Mediterranea’ di Reggio Calabria, Dr. Angelo Viglianisi Ferraro, e pelo bacharel em Direito, Doutor e Livre-Docente em Direito Civil pela USP, professor Eduardo Tomasevicius Filho. O livro tem 238 páginas.
 

Não Compre Bitcoin Antes de Ler Este Livro

Se você tivesse comprado uma Bitcoin em 2012, quantos reais você teria agora? Naquele ano, a principal moeda digital existente custava cerca de R$ 20 e hoje, exatos 10 anos depois, equivale a mais de R$ 99 mil. Assim como as ações da bolsa de valores, por exemplo, as criptomoedas seguem a lei da oferta e da procura, ou seja, quanto mais pessoas querem comprar, mais caro fica – e vice-versa. Mas afinal, como funciona esse tipo de dinheiro? Por onde começar? É confiável? Existem riscos? Foi pensando nisso que o investidor Yuri Palheiros escreveu “Não Compre Bitcoin Antes de Ler Este Livro”. A obra, publicada pela Citadel Editora, promete ser um manual de instruções para aqueles que querem aprender sobre o universo cripto e lucrar no mercado digital. Ao longo das 288 páginas, o autor desmistifica e apresenta a Bitcoin e outras moedas digitais de forma simples e prática, sem deixar o leitor se iludir. Ele reforça que não basta comprar, é preciso “minerar” para lucrar mais - um processo que consiste em solucionar problemas variados, por tentativa e erro, para aumentar os ganhos. Por meio de tutoriais, Palheiros mostra como criar uma conta, onde comprar a moeda desejada, como sacar ou transferir o dinheiro, entre outras ações comuns ao mercado cripto. Além destas instruções, ele ensina o público a identificar o perfil de investidor para entender quais riscos está disposto a assumir ao fazer determinadas aplicações. Apesar da facilidade em gerar lucros, o autor alerta para alguns cuidados que os futuros investidores devem tomar. O principal é saber onde o dinheiro está sendo depositado, estudar a moeda e saber quais são os possíveis ricos. Além disso, o usuário deve diversificar as aplicações e não comprar apenas uma moeda. Com 288 páginas, o livro é da Editora Citadel.

 
Notícias Relacionadas »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90