MENU

OPROGRESSONET Publicidade 728x90
25/11/2022 às 18h13min - Atualizada em 25/11/2022 às 18h13min

Acidente com vítima fatal é registrado na BR-010, em Imperatriz

O caso aconteceu no início da noite desta quinta-feira, próximo à entrada que dá acesso a Vila Vitória

Dema de Oliveira
Merivânia de Abreu Lima foi a quarta mulher que morreu vítima de acidente esse mês em Imperatriz - Foto: Divulgação/Redes Sociais
 
Um acidente com vítima fatal, aliás, mais um, foi registrado na BR-010 no perímetro urbano de Imperatriz. Caso aconteceu no início da noite desta quinta-feira (24), próximo à entrada que dá acesso à Vila Vitória.

Acidente teve o envolvimento de um veículo modelo Corolla, branco, conduzido por Maurício de Souza Belfort, 34 anos, morador de Davinópolis, que estava retornando para casa, e uma motocicleta. 

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o veículo Corolla colidiu com a motocicleta, que trafegava no mesmo sentido, arremessando a vítima, identificada por Merivânia de Abreu Lima, 51 anos, que morreu no local. O cinegrafista Jailson Soares Barros, 48 anos, que pilotava a moto, ficou em estado grave, foi socorrido por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência-SAMU e se encontra internado no Hospital Municipal de Imperatriz (HMI).

Informações dão conta de que uma mulher que estava em companhia de Mauricio Belfort também teria ficado em estado grave. Com a colisão, o Corolla ficou desgovernado, saiu da pista e por pouco não desceu uma ribanceira, formada pelas obras de duplicação daquele trecho da BR. Por falar nessa obra, pessoas denunciaram que o local está mal sinalizado por parte da empresa que está trabalhando no local.

Mauricio de Sousa Belfort, segundo testemunhas, tentou se evadir do local, foi detido por populares que o entregaram à polícia, e apresentado na Delegacia Regional de Polícia Civil (DRPC), onde foi autuado em flagrante delito pela autoridade policial de plantão. 

Merivânia de Abreu Lima é a quarta mulher vítima fatal de acidente, ocorrido nesse mês de novembro. Anteriormente, três mulheres já haviam falecido vítimas de acidente, desta feita na Pedro Neiva de Santana. Foram elas: a professora aposentada Gilda Maria Pereira, 60 anos, e a jovem de apenas 16 anos, Sarah Cristina Alexandre, que morreram no mesmo acidente, e a jovem Eliana Sampaio, que tinha 35 anos.

Notícias Relacionadas »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90