MENU

23/11/2022 às 17h39min - Atualizada em 24/11/2022 às 00h06min

"As empresas precisam entender que o Linkedin não é somente para vagas de emprego, mas também para vendas", afirma Tatiane Barsotti, no Comitê de Agências ABMRA

O Comitê de Agências da ABMRA é exclusivo para associados e inscritos previamente no site da asscoiação

SALA DA NOTÍCIA Texto Assessoria
ABMRA
ABMRA

"Quando as agências de comunicação se aproximam de um prospect pelo LinkedIn, precisam adaptar o discurso para algo mais objetivo e direto, porque hoje ninguém mais consome textos muito extensos. Essa é uma das principais vantagens nesse tipo de interação", afirma Tatiane Barsotti, publicitária e CEO Fundadora da Data2Go, convidada do Comitê de Agências, da Associação Brasileira de Marketing Rural e Agro (ABMRA). Ela fez a apresentação "Como utilizar o LinkedIn para aumentar as vendas?".

A rede social foi criada para ser um hub de profissionais e corporações que se conectam para propagação de conteúdos do ambiente corporativo, além de ser um meio mais direto de encontrar vagas de emprego. Como é normal no mundo digital, ela se transformou em uma ferramenta valiosa para o estudo de consumo dos clientes em potencial, de acordo com a publicitária.

"O LinkedIn é a união de vários 'lagos para se pescar'. Lá, os pescadores são empresas atrás de novos clientes. São diversos pontos positivos dessa rede para tal objetivo, visto que ali temos diversas informações pessoais, as quais não temos acesso em outras mídias, como Facebook e Instagram. Além disso, é um ambiente mais propício à abertura de novos relacionamentos pessoais e profissionais", diz Tatiane Barsotti.

Os profissionais do Agro estão no LinkedIn. No total, são mais de 930 mil profissionais de 36 mil empresas do setor produtivo dos mais diferentes cargos e áreas.

Além da apresentação sobre o potencial comercial do LinkedIn, a reunião do Comitê de Agências, da ABMRA, contou com recorte da 8ª Pesquisa Hábitos do Produtor Rural. Em tempos de valorização ambiental, foi destacada a importância da preservação pelos pecuaristas. A pesquisa mostrou que 78% dos produtores consultados afirmaram que realizam ações que beneficiam a natureza e a qualidade de vida dos animais.

Fernanda Ibañez, diretora da Associação Brasileira de Marketing Rural e Agro e responsável pelo projeto "Comitês ABMRA", destacou a importância da organização de eventos como esse para os associados e convidados especiais. "O Comitê sempre contribui com novas informações. Esse, em especial, foi útil para tirar essa visão simplista do  LinkedIn. Imagino que assim como eu muitos utilizam a rede para procurar ou divulgar vagas, mas saio daqui com uma visão muito mais ampla sobre como integrar esta ferramenta nas campanhas e na área comercial", pontua.


Notícias Relacionadas »
Comentários »