MENU

22/11/2022 às 21h24min - Atualizada em 22/11/2022 às 21h24min

Técnicos da CAF aprovam pacote de obras que visam reduzir impactos da chuva em Araguaína

Vistoria passou pelas obras já executadas

Assessoria
Bacia de detenção construída para evitar alagamentos após chuvas - Foto: AscomAraguaína / Marcos Sandes
 
As obras do Projeto de Saneamento Integrado Águas de Araguaína chegaram aos 40% e tiveram aprovação de técnicos do Banco de Desenvolvimento da América Latina - CAF, que é o órgão financiador. A vistoria das obras e prestação de contas foram realizadas na última semana, junto com o prefeito Wagner Rodrigues, secretários e técnicos municipais.

O engenheiro civil da CAF Paulo Rodrigues, que esteve presente, explicou que os projetos de drenagem são cada vez mais importantes devido à consolidação das mudanças climáticas.

“A gente tem buscado introduzir na agenda dos nossos clientes o que chamamos de projetos resilientes, que são capazes de atender essas demandas intensas. Aqui, quando estiver totalmente implantado, a cidade vai estar muito mais preparada para o período chuvoso”, afirmou.

Nos últimos anos, Araguaína vem registrando um aumento na quantidade de milímetros de chuva, segundo a ANA (Agência Nacional de Águas). Em novembro de 2021, foram acumulados 246 mm, sendo que a média histórica para o mês é de 194 mm. No último domingo (20), foram registrados 90 mm de chuva, o que é quase a metade do que é esperado para o mês levando em consideração a média histórica. Cada milímetro de chuva representa um litro de água por metro quadrado.

Educação ambiental
Outro destaque apontado é a abordagem com a população sobre a preservação do meio ambiente e das obras, principalmente nas escolas, onde são realizadas várias ações, como o concurso de desenho com a mascote Lontrinha e  a preservação do pé de pequi no Setor Morada do Sol 3.

“Esse trabalho, muitas vezes, não é tão visível para a população, mas tem uma importância fundamental para a melhoria da qualidade de vida, maior resiliência climática, transformando a comunidade”, afirmou o administrador e executivo do Desenvolvimento Sustentável CAF, Diego Vettori.

Balanço e planejamento
Dentre as obras já realizadas está a construção da 1ª etapa e parte da 2ª etapa da Via Norte e a implantação de drenagem, pavimentação, calçadas com acessibilidade e sinalização viária nos setores Morada do Sol 3, Ana Maria, Itaipú, Tocantins e Jardim Vitória, onde os moradores sofriam com a poeira no verão e o barro no inverno.

Dentre os próximos setores já programados para receber infraestrutura completa no próximo ano estão o Itatiaia e parte do Alaska e Jardim América, ainda sem asfalto.
 
Novo parque na cidade
Após a canalização e ampliação do canal do Córrego Canindé e parte do Córrego Neblina, além da construção da bacia de detenção nas proximidades do Parque Cimba, a prefeitura já tem planos para continuar aumentando a macro e microdrenagem em 2023.

Haverá a canalização de todo Córrego Neblina e a criação do Parque Nascentes do Neblina, com canalização também dos córregos afluentes Tanque, Planalto, São Miguel e Água Fria, além da construção também dos parques São Miguel e Raizal. A reunião também serviu para a entrega do Plano de Arborização Urbana.

Melhor mobilidade
A Via Parque, próxima avenida de Araguaína a ser construída pela prefeitura, será mais um acesso rápido entre o centro e os bairros, completando a malha viária da cidade e dividindo o fluxo da Via Norte e Avenida Castelo Branco.

A avenida seguirá margeando e sobre a canalização do Córrego Neblina pelos setores Itapuã, Brasil, Luiz Vinhal, Castelo Branco, futuro Parque 47, Couto Magalhães até a Vila Norte.

Notícias Relacionadas »
Comentários »