MENU

21/11/2022 às 18h26min - Atualizada em 22/11/2022 às 00h03min

Grupo de Referência do Projeto Guri em Santos – Camerata de Violões realiza concerto gratuito

A apresentação integra a série ‘Mulheres na Música’, temporada de concertos dos Grupos de Referência do Projeto GURI, com participação de 14 artistas convidadas, em diversas cidades do Estado, até dezembro. O GR de Santos – Camerata de Violões apresenta-se sob a regência da educadora Deblas Alves, no dia 23 de novembro, às 16h, no Teatro Rosinha Mastrângelo, em Santos – SP.  

SALA DA NOTÍCIA Leticia Bueno
O Projeto GURI no Interior e Litoral – programa de educação musical e inclusão sociocultural da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, gerido pela Santa Marcelina Cultura – promove temporada de concertos gratuitos dos Grupos de Referência com ênfase na participação de artistas convidadas. A educadora Deblas Alves regerá o GR de Santos – Camerata de Violões, no dia 23 de novembro, às 16h, no Teatro Rosinha Mastrângelo (Avenida Senador Pinheiro Machado, 48), em Santos/SP.

Para este concerto, o programa traz uma seleção de peças que marcaram a trajetória do grupo, incluindo artistas como Ari Barroso, Dorival Caymmi, Zé do Norte, Pixinguinha e Robert Schumann.  

Mulheres na Música
A programação de concertos com o protagonismo feminino ocorre de setembro a dezembro, em diversas cidades do Estado. As artistas também farão masterclasses exclusivas para alunos e professores, no próprio espaço do Projeto GURI; e lives, aberta para o público em geral no YouTube.

“As mulheres são o grande destaque da programação anual de concertos dos grupos artísticos do Projeto Guri do Interior e Litoral.  Um panorama de solistas e regentes, da música de concerto e popular, com destaque nacional e internacional, realizam residências artísticas quem têm como resultado 26 concertos. 
O objetivo é aumentar as referências femininas na música profissional, contexto que ainda é majoritariamente masculino”, explica Ari Colares, gerente artístico da Santa Marcelina Cultura, organização gestora do GURI.

 
As convidadas Adriana Holtz, Alda Bomfim, Eliana Sulpicio, Élodie Bouny, Fabricia Medeiros, Gê Côrtes, Jane do Bandolim, Juliana Ripke, Maíra Ferreira, Paula Castiglioni, Paola Picherzky, Paula Valente, Rosângela Rhafaella e Sarah Higino compartilham o palco com os Grupos de Referências de Araçatuba (Camerata de Violões), Bauru (Banda Sinfônica), Franca (Camerata de Cordas Dedilhadas), Itaberá (Banda Sinfônica), Jundiaí (Orquestra Sinfônica), Lorena (Coro), Marília (Percussão), Piracicaba (Coro), Presidente Prudente (Orquestra Sinfônica), Santos (Camerata de Violões), São Carlos (Big Band), São José do Rio Preto (Camerata de Cordas Friccionadas), Sorocaba (Coro e Percussão).

Grupos de Referência


Formados por alunos e alunas de diferentes polos do Projeto GURI, os grupos têm papel de referência e motivação para os demais integrantes do projeto. Os Grupos de Referência oferecem a experiência de compromisso, responsabilidade e execução de repertório qualificado, com desafios técnicos e artísticos compatíveis com o estágio de desenvolvimento musical. Implantados em 2010, os Grupos integram 381 Guris e Gurias.
Cada grupo ensaia duas vezes por semana, com uma carga horária de quatro horas semanais. Os ensaios acontecem nos polos-sede distribuídos por 13 cidades: Araçatuba, Bauru, Franca, Itaberá, Jundiaí, Lorena, Marília, Piracicaba, Presidente Prudente, Santos, São Carlos, São José do Rio Preto e Sorocaba.
O Grupo de Referência de Santos – Camerata de violões destacou-se em concertos realizados na Sala São Paulo (SP), Parlamento Jovem (SP), CCSP (SP), Teatro Guarany (Santos/SP) e no Santos Jazz Festival (Santos/SP). Já desenvolveu projetos com os grupos Quaternáglia e Quarteto Tau, e os músicos Marco Pereira, Badi Assad, Alessandro Penezzi, Thiago Abdalla, Alice Caymmi e Monica Salmaso.
Apoio ao Grupo de Referência de Santos: Prefeitura Municipal de Santos.
Patrocinador Ouro: Arteris

PROGRAMA
Grupo de Referência de Santos – Camerata de Violões
Deblas Alves, regente

ARI BARROSO (1903-1964)
No Rancho Fundo [arr. Marcelo Brazil]

DORIVAL CAYMMI (1914-2008)
Suíte dos pescadores [arr. Dino Barioni]

ZÉ DO NORTE (1908-1992)
Mulher Rendeira [arr. Marcelo Brazil]

PIXINGUINHA (1897-1973) / JOÃO DE BARRO (1907-2006)
Carinhoso [arr. José Virgínio]

ASTOR PIAZOLLA (1921-1992)
Libertango [arr. Maria Alice de Andrade]

ÉLODIE BOUNY (1982-)
Sketches Hachés

CANÇÃO FOLCLÓRICA LATINO-AMERICANA
Drume Negrita

CLAUDE DEBUSSY (1862-1918)
Rêverie

ROBERT SCHUMANN (1810-1856)
Scènes d'enfants [arr. Arnaud Sans]
I. Gens et pays étrangers (Von fremden Ländern und Menschen) en sol majeur
II. Curieuse histoire (Kuriose Geschichte) en ré majeur
III. Colin-maillard (Hasche-Mann) en si mineur
IV. L'enfant suppliant (Bittendes Kind) en si mineur
V. Bonheur parfait (Glückes genug) en ré majeur
VI. Un évènement important (Wichtige Begebenheit) en la majeur

_ GR Santos – Camerata de Violões
Deblas Alves, regente
Data: 23 de novembro, quarta-feira
Horário: 16h
Local: Teatro Rosinha Mastrângelo
Endereço: Avenida Senador Pinheiro Machado, 48 – Santos/SP
Entrada: gratuita

______________________________________________________________________
Patrocinadores e apoiadores do Projeto Guri – Santa Marcelina Cultura:  Instituto CCR; WestRock; CTG Brasil; Tauste Supermercados; Novelis; EMS; Valgroup; Cipatex; Grupo Maringá; Arteris; Capuani do Brasil; Distribuidora de Alimentos Ikeda; Mercedes-Benz; Petrom – Petroquímica Mogi das Cruzes; Castelo Alimentos; Pirelli. 
 
Projeto Guri: O Projeto Guri é gerido pela Santa Marcelina Cultura. Atende gratuitamente mais de 60 mil crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos em todo o Estado de São Paulo, buscando proporcionar oportunidades de crescimento cultural e inclusão social por meio de uma educação musical de qualidade apoiada por um trabalho social efetivo, por meio dos seus 384 Polos de Ensino. Desde a criação do Projeto Guri em 1995, já foram atendidas perto de 1 milhão de crianças e adolescentes.  

Santa Marcelina Cultura: eleita a melhor ONG de Cultura de 2019, além de ter entrado na lista das 100 Melhores ONGs em 2019 e 2020, a Santa Marcelina Cultura é uma associação sem fins lucrativos que atua com a missão de formar pessoas. Criada em 2008, é responsável pela gestão do Guri na Capital e região Metropolitana de São Paulo, da Escola de Música do Estado de São Paulo – Tom Jobim (EMESP Tom Jobim), do Theatro São Pedro e do Projeto Guri no Interior, Litoral e Fundação Casa. O objetivo da Santa Marcelina Cultura é desenvolver um ciclo completo de formação musical integrado a um projeto de inclusão sociocultural, promovendo a formação de pessoas para a vida e para a sociedade. No Theatro São Pedro, a Santa Marcelina Cultura desenvolve um trabalho voltado a montagens operísticas profissionais de qualidade aliado à formação de jovens cantores e instrumentistas para a prática e o repertório operístico, além de se debruçar sobre a difusão da música sinfônica e de câmara com apresentações regulares no Theatro. Para acompanhar a programação artístico-pedagógica do GURI Capital e Grande São Paulo, da EMESP Tom Jobim e do Theatro São Pedro, baixe o aplicativo da Santa Marcelina Cultura. A plataforma está disponível para download gratuito nos sistemas operacionais Android, na Play Store, e iOS, na App Store. Para baixar o app, basta acessar a loja e digitar na busca “Santa Marcelina Cultura”. 
 
Assessoria de imprensa  
Máquina Cohn & Wolfe| [email protected] | (11) 3147-7900 
Ricardo Marques  – direção |[email protected]  | 
Sheila Oliveira – gerência|[email protected] |(11) 3147-7453 e  
(11) 97695-6489 
Adolfo Morais – atendimento |
[email protected] | (11) 3147-7263 e (82) 999411-1176

 
Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo  
Assessoria de Imprensa  
(11) 3339-8116 / (11) 3339-8162  
(11) 98849-5303 (plantão) 
[email protected] 
Acompanhe a Cultura: Site | Facebook | Instagram | Twitter | LinkedIn | YouTube 



 
Notícias Relacionadas »
Comentários »