MENU

09/11/2022 às 16h50min - Atualizada em 10/11/2022 às 00h06min

"Pretendemos nos tornar a empresa mais inovadora no mercado de controle biológico nos próximos cinco anos, após o aporte", afirma CEO da Decoy

Startup de biotecnologia que oferece soluções sustentáveis no controle de pragas é a primeira empresa no mundo a trazer o conceito de controle biológico da agricultura para pecuária com foco na saúde animal

SALA DA NOTÍCIA Wesley Henrique Colpani
Da esquerda para direita: Lucas von Zuben (Fundador, sócio, CEO), Túlio Nunes (Fundador, sócio, COO) e Tatiana Magalhães (Sócia, Head de Produção)

A Decoy Smart Control, startup de biotecnologia que oferece soluções sustentáveis no controle de pragas para o mercado de saúde animal, está focada em ser a primeira empresa no mundo a trazer o conceito de controle biológico da agricultura para pecuária.

Os planos podem ser ambiciosos, mas são possíveis após o aporte de R$ 9 milhões  levantado recentemente pela agtech em rodada seed liderada pela SP Ventures, maior fundo de AgFoodtech da América Latina, acompanhado pelo fundo de corporate venture capital da Farmabase, empresa brasileira referência no segmento de saúde animal.

“O capital desta rodada será alocado na finalização de produtos, com melhorias na usabilidade e formas de apresentação. Além disso, vamos realizar contratações em praticamente todas as áreas da empresa e pretendemos dobrar o atual número de colaboradores em no máximo dois anos”, explica Lucas von Zuben, CEO e cofundador da Decoy.

Ainda segundo o empreendedor, a pretensão é tornar a empresa na mais inovadora do setor de controle biológico nos próximos cinco anos. “Vamos utilizar toda nossa expertise para oferecer ao mercado soluções sustentáveis visando o segmento de saúde animal. Hoje, avaliamos que o Decoy Bovinos é o principal produto da empresa. Até por isso, nossa atenção está totalmente voltada na obtenção de registro do mesmo junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, e finalmente dar início a comercialização em larga escala”, detalha Lucas.

O plano de escalada da startup ainda estabelece um crescimento de 600% no faturamento nos próximos anos. Para isso, o empreendedor aposta no desenvolvimento de pesquisas que visam o aprimoramento tecnológico e na ampliação do portfólio da Decoy no segmento de saúde animal. “Em 2023, pretendemos lançar dois novos produtos, sendo uma solução voltada para o controle de carrapatos e pulgas em cães e gatos, e a outra focada no mercado de avicultura”, complementa o empreendedor.

Os motivos da captação
Com um faturamento superior a R$ 2,3 milhões em 2021, a Decoy optou pela rodada seed, realizada em abril deste ano, visando dar continuidade no seu processo de desenvolvimento. “Após a última captação, ocorrida em 2019, a empresa cresceu bastante e conseguiu corroborar aspectos importantes do seu negócio. Nesta etapa, fizemos a validação da nossa tecnologia junto aos produtores rurais, identificamos nosso público-alvo e construímos nossa planta produtiva. Com o sucesso obtido nesse último ciclo, entendemos que era importante darmos os próximos passos, com foco na obtenção do registro de comercialização do Decoy Bovinos, bem como na sua preparação de lançamento e inserção no mercado”, explica Lucas.

Como consequência, a startup concluiu que era necessário mais recursos para alcançar os objetivos estabelecidos no plano de crescimento. “Desta forma, ao abrir a rodada, a SPventures, como investidor líder, juntamente com a Farmabase, viram que tínhamos um produto e modelo de negócio sólido. Certamente, após o registro de comercialização do produto destinado aos bovinos, poderemos ganhar escala e levar nossa tecnologia a todo território nacional”, garante o CEO da Decoy.

Líder global 
O mercado brasileiro é referência na utilização de biopesticidas e a Decoy faz parte deste movimento. Segundo a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Embrapa), mais de 23 milhões de hectares no Brasil utilizaram o controle biológico no campo em 2019, tornando o país líder mundial na tecnologia.

Ainda de acordo com o órgão, o setor teve um faturamento de  US$ 3,8 bilhões em 2018 e tem o potencial de chegar em US$ 11 bilhões até 2025. “Vale ressaltar a relevância do mercado em que estamos inseridos, os problemas que buscamos resolver causam prejuízos bilionários no Brasil e no mundo. Além disso, as alternativas disponíveis atualmente aos produtores são muitas vezes ineficazes e apresentam diversos efeitos colaterais como a intoxicação de pessoas e animais”, finaliza Lucas Von Zuben.

Sobre a Decoy
A Decoy é uma startup brasileira de biotecnologia focada na pesquisa e no desenvolvimento de produtos para o controle de pragas em animais de companhia. A partir do conhecimento adquirido no universo acadêmico, a empresa encontrou uma forma muito mais eficaz de controlar pragas, de forma biológica, precisamente estratégica e natural. A Decoy é a primeira empresa a levar a inteligência do controle biológico para a área de saúde animal. Suas soluções utilizam conceitos de equilíbrio e manejo integrados, dispensando o uso de agrotóxicos, proporcionando um controle mais efetivo e ecologicamente adequado. Localizada em Ribeirão Preto, no estado de São Paulo, polo de inovação para o setor agropecuário, a startup conta com um ambiente extremamente favorável à geração de novas descobertas e soluções inteligentes para o mercado.


Notícias Relacionadas »
Comentários »