MENU

08/11/2022 às 22h45min - Atualizada em 08/11/2022 às 22h45min

Projeto de criação da Diocese de Araguaína recebe aval de bispos e será apresentado à Santa Sé

A Diocese de Araguaína foi pensada pela primeira vez em 1978

AF/Notícias
Bispo se reuniu lideranças religiosas - Foto: Divulgação
 
O bispo diocesano de Tocantinópolis, Dom Giovani Pereira, se reuniu nesta terça-feira (08/11) com religiosos e lideranças para a constituição da coordenação de implantação da Diocese de Araguaína.

O projeto que busca melhorar a evangelização na região, por meio da implantação da nova Diocese, será desenvolvido com três ações prioritárias: ação entre fiéis para a compra de um carro novo, campanha “Doe e faça parte”, com doações periódicas por parte dos fiéis, e leilão de gado.

A Diocese de Araguaína foi pensada pela primeira vez ainda em 1978, durante a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil que havia encomendado que o Centro de Estatísticas Religiosas e Investigações Sociais promovessem um estudo da realidade socioeconômica das dioceses.

Na época, o relatório assinado por Célia Maria Bertone recomendava uma nova circunscrição eclesiástica no norte do Goiás: a Diocese de Araguaína, porém o contexto eclesial e social das décadas seguintes inviabilizou a consolidação do projeto que foi iniciado por diversas vezes pelos bispos de Tocantinópolis.

Em 2018, durante encontro dos bispos da Província Eclesiástica de Palmas, o bispo Dom Giovane Pereira de Melo retomou o projeto da criação da Diocese de Araguaína, com o território desmembrado da Diocese de Tocantinópolis e anexando três municípios da Diocese de Miracema do Tocantins.

Por unanimidade, os bispos do Regional Norte 3 deram a sua aprovação para que o projeto seja apresentado à Santa Fé.

Notícias Relacionadas »
Comentários »