MENU

07/11/2022 às 18h15min - Atualizada em 07/11/2022 às 18h15min

MPF investiga derrubada de castanheira centenária para uso em bloqueio no Pará

MPF quer nomes dos responsáveis pelos crimes contra as instituições democráticas e contra a flora

Asscom - MPF-PA
Foto: Divulgação/PRF
 
O Ministério Público Federal (MPF) pediu, neste domingo (6), informações a outros órgãos sobre medidas tomadas para identificar e responsabilizar autores do bloqueio de uma rodovia no Pará em que, para barrar o trânsito, foi utilizado o tronco de uma castanheira, espécie em extinção.

Estimativas publicadas pela imprensa registram que a árvore tinha 30 metros de altura e mais de cem anos de idade. 

O bloqueio, mais um dos atos ilegais e antidemocráticos contra os resultados das eleições presidenciais deste ano, ocorreu sábado no quilômetro 332 da BR-163, em Novo Progresso, no sudoeste paraense.

Detalhes dos pedidos – O MPF enviou à Polícia Rodoviária Federal (PRF) e ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) as solicitações de respostas sobre quais iniciativas foram adotadas para a identificação e responsabilização dos criminosos.

À PRF o MPF também pediu:
· informações sobre o registro das placas dos veículos identificados no bloqueio, para que motoristas e passageiros sejam formalmente ouvidos; 

· lista dos agentes policiais incumbidos da ação de retirada da árvore da pista e da possível negociação com os manifestantes. 

Notícias Relacionadas »
Comentários »