MENU

03/11/2022 às 23h07min - Atualizada em 03/11/2022 às 23h07min

Dívidas com bancos e financeiras podem ser negociadas pela internet durante mutirão nacional

Negociação ocorre diretamente com as instituições ou pela internet

AF/Notícias
Consumidores poderão negociar suas dívidas até dia 30 de novembro - Foto: Divulgação Procon- Governo do Tocantins
O consumidor que tiver dívidas com bancos ou instituições financeiras poderá negociar seus débitos até o dia 30 de novembro no Mutirão de Negociação e Orientação Financeira.

O mutirão é promovido pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e bancos associados em parceria com o Banco Central do Brasil, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) e Procons de todo o país.

Segundo o Mapa de Inadimplência do Serasa, o Brasil registrou 67,98 milhões de pessoas inadimplentes em agosto de 2022. Desse total, 28,82% têm dívidas no cartão de crédito, cheque especial, empréstimo ou financiamento bancário – o restante tem contas de água, luz e gás e prestações de lojas, entre outras, em atraso.

O superintendente do Procon Tocantins, Rafael Pereira Parente, explicou que as dívidas poderão ser negociadas diretamente com as instituições financeiras ou o consumidor pode procurar o Procon para intermediar a negociação.

“É válido lembrar que o mutirão não é indicado para o consumidor superendividado e não serão aceitas negociações de contratos que estejam com as parcelas em dia. Serão propostos descontos e prazos especiais de pagamento. Lembrando que cada instituição define as regras e condições a serem ofertadas”, ressaltou Parente.

O consumidor também poderá fazer a negociação pelo portal Consumidor.gov.br, um serviço público e gratuito que conecta consumidores e empresas para a resolução de conflitos.

Quem pode participar do mutirão?
Podem participar do Mutirão Nacional pessoas físicas que tenham dívidas em atraso não atreladas a bens dados em garantia, contraídas de bancos ou instituições financeiras e que tenham condições de quitar o valor que será negociado.

Notícias Relacionadas »
Comentários »