MENU

01/11/2022 às 23h08min - Atualizada em 01/11/2022 às 23h08min

Chefe do MPTO oficia Forças de Segurança para acabar com bloqueios no Tocantins

Prazo para dar as explicações é de 24 horas

Assessoria
Novo bloqueio na BR-153 em Colinas do Tocantins - Foto: AF Notícias
 
A Procuradoria-Geral de Justiça do Tocantins requisitou, nesta terça-feira, 1º de novembro, das Forças de Segurança informações concretas sobre todas as medidas adotadas para o cumprimento integral da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que determina a imediata desobstrução de rodovias e vias públicas que estejam ilicitamente bloqueadas por manifestantes pró-Bolsonaro.

O chefe do Ministério do Público, Luciano Casaroti, deu prazo de 24 horas para que as informações sejam devidamente prestadas. Foram oficiados o superintendente regional da Polícia Rodoviária Federal no Tocantins (PRF-TO), o comandante-geral da Polícia Militar e o delegado-geral da Polícia Civil.

A atuação da Procuradoria-Geral de Justiça faz parte de um procedimento administrativo instaurado nesta terça-feira para apurar o cumprimento das deliberações do Supremo em nível estadual.

A PRF já conseguiu liberar o fluxo de veículos em vários pontos da manifestação, mas não está conseguindo conter o surgimento de novos bloqueios nas principais rodovias federais que cortam o Tocantins de norte a sul, as BRs-153 e 226.

Notícias Relacionadas »
Comentários »