MENU

01/11/2022 às 18h03min - Atualizada em 01/11/2022 às 18h03min

Gestantes recebem atendimento humanizado no HRMI

O hospital recebeu reformas para melhor acomodação das pacientes e acompanhantes

Domingos Cezar
O secretário recebe explicações sobre o funcionamento dos equipamentos hospitalar - Foto: Diego Porto
“A reforma feita pelo Governo do Estado ao prédio do Hospital Regional Materno Infantil-HRMI tornou a estrutura física bem melhor e os serviços mais humanizados”. Essa foi a impressão que teve o secretário de Estado da Região Tocantina, Paulo Sérgio Macedo ao visitar esta semana as instalações daquela casa de saúde.

Na ocasião, o secretário foi recebido pela diretora Tassiana Brandão, que mostrou ao visitante todas as enfermarias, UTIs, e locais onde diariamente são recebidas dezenas de gestantes de todos os municípios da microrregião de Imperatriz. “São 700 partos que realizamos por mês”, garante a diretora Tassiana Brandão.

Paulo Sérgio disse ter ficado encantado com o Centro de Parto Normal, dotado de toda uma estrutura com uma banheira, onde a paciente em trabalho de parto toma um banho de imersão visando amenizar as dores do parto, além das camas confortáveis onde a própria paciente escolhe a posição mais leve para o trabalho de parto.

As modernas incubadoras, com monitoramento de órgãos vitais, de oxigênio, também chamaram a atenção do secretário. “O que vimos de equipamentos dos mais modernos, instalados pelo Governo do Estado só são vistos nos grandes hospitais particulares das grandes cidades”, afirma Macedo.

O secretário conversou com pacientes e acompanhantes constatando o contentamento de todas as mulheres gestantes e seus acompanhantes que são acolhidas com muito carinho por atendentes, enfermeiras, médicos, que se preocupam em prestar um serviço humanizado para as pessoas que necessitam de atendimento médico no HRMI.

Posteriormente, Paulo Sérgio Macedo visitou a Casa da Gestante, onde foi recebido pela coordenadora Ana Quezia Quintiliano. “Nesta Casa as mães de várias cidades, que estão com seus filhos nas UTIs ou incubadoras do HRMI recebem todo apoio como hospedagem, alimentação, atendimento ambulatorial, terapia, enfim, os cuidados de uma equipe capacitada”, conclui o secretário.

Notícias Relacionadas »
Comentários »