MENU

OPROGRESSONET Publicidade 728x90
27/10/2022 às 17h28min - Atualizada em 29/10/2022 às 00h06min

Valorização do servidor público é um dos maiores benefícios da sociedade

Autor: Antonio Tuccilio, presidente da Confederação Nacional dos Servidores Públicos (CNSP)

SALA DA NOTÍCIA Lucas Pinheiro do Amaral
Texto Assessoria
Antônio Tuccilio

Em 28 de outubro celebramos o Dia do Servidor Público. E qual sua importância para a sociedade? Muita, com certeza. Temos de enaltecer as lutas que a categoria enfrenta, pois apesar de ser integrante do estado, está entre os mais prejudicados por quem deveria lhes oferecer respaldo e respeito.

A função da Confederação Nacional dos Servidores Públicos (CNSP) é defender com força o servidor. Com isso, estamos na defesa do povo, que necessita de serviços estatais essenciais e que eles sejam feitos da melhor maneira possível. Entretanto, sem a valorização merecida pelo funcionalismo público, isso se torna cada vez mais difícil e desanimador.

Precisamos vencer muitos desafios, sejam eles os inúmeros calotes em precató­rios ou a reforma administrativa, que quer sucatear o serviço público em várias frentes. Além da atenção para salários dignos, que hoje se quer são reajustados pela inflação do período.

Não é fácil ser servidor público no Brasil. Muitos têm impres­são errada do nosso trabalho. Os políticos são os primeiros a tramar contra nossa classe, seja congelando salários seja adotando medidas que barram atividades extremamente importantes. Se esque­cem de que o funcionalismo público engloba diversas pro­fissões, como educadores, médicos, enfermeiros e policiais. Todas as carreiras são essenciais para a sociedade.

A CNSP sempre esteve na defesa dos servidores contra o desmonte do funcionalismo público arquitetado pelos governos federal, estaduais e municipais. Nossa batalha é constante em prol de direitos legítimos, como o pagamento dos precatórios. Para isso, tivemos vitórias no Supremo Tribunal Federal, Conselho Nacional do Ministério Público e, também, no Tribunal de Justiça de São Paulo.

Lutamos pela aprovação da PEC 555/2006, entre outros pleitos. Afinal, somos o único país do mundo com servidores que pagam a Previdência mesmo após a aposentadoria. Isso mesmo. Esta é uma das maiores injustiças.

Também lutamos pelo teto salarial nacional, que não é aplicado em São Paulo – apesar de ter sido aprovado pela Assembleia Legislativa de São Paulo foi barrado por liminar do Prefeito Orlando Morando, de São Bernardo do Campo (PSDB). 

Para não ficar somente nas lutas, precisamos celebrar nossas vitórias, que são muitas. Destaco, por exemplo, o pagamento da Gratificação da Gestão Educacional (GGE) integral aos aposentados em apenas uma parcela, ao contrário do que havia sido decidido em 2015, que previa a bonificação em 30 anos – ação vista como inconstitucional pelo art. 13, da Lei Complementar 1.256/2015, que determinava a incorporação de 1/30 da GGE para recebimento integral e não em 30 anos.

Devemos lembrar que por ocasião da Reforma da Previdência conseguimos muitas alterações no texto que iriam prejudicar ainda mais os servidores públicos.

Quero parabenizar todos os servidores que com absoluta certeza trabalham para o crescimento do nosso país. Temos muito a comemorar e a reivindicar no Dia do Servidor Público. A luta continua contra os desmandos e as injustiças. NÃO DESANIMEM, TENHAM ESPERANÇA E MUITA FÉ PARA UM BRASIL MELHOR.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90