MENU

10/11/2020 às 00h00min - Atualizada em 10/11/2020 às 00h00min

Imperatriz sofre nova goleada e está rebaixado

Uma nuvem negra paira sobre o futuro do time

Carloto Junior
Cavalo de Aço perdeu de 7 a 0 para o Botafogo-PB - Foto: Site Botafogo-PB
E mais uma vez o Imperatriz foi goleado no Campeonato Brasileiro da Série C. Desta feita, o Cavalo de Aço foi derrotado por 7 x 0, para o Botafogo-PB, jogo da 14ª rodada da Série C. Com está derrota, o time soma 13 derrotas e um empate e está, matematicamente, rebaixado para a Série D de 2021. Restando 4 jogos, em caso de vitórias, o Imperatriz somaria 12 pontos, com 1, conquistado no empate com o Remo, chegaria a 13. O Botafogo, penúltimo colocado, já soma 15 pontos. Ou seja, o Cavalo de Aço sequer consegue deixar a lanterna do Grupo A.

O jogo
Sobre o jogo, a conclusão que se chega é quando o time vai sofrer o primeiro gol, o que aconteceu aos 19 minutos da etapa inicial, quando Edu Ampara cometeu uma lambança, o que obrigou o goleiro Jairo cometer pênalti. Já não bastasse isso, o árbitro, ainda, expulsou o goleiro. Com 10 jogadores e, já tendo perdido Vinícius Machado, que saiu lesionado (Cebolinha entrou em seu lugar), o caminho ficou mais fácil para o Botafogo. Aos 27 minutos foi a vez do zagueiro Ramon Baiano, também, falhar e o Belo ampliou o placar para 2 x 0. Antes do fim do 1º tempo, o time paraibano, ainda, fez o terceiro, placar final da primeira etapa. No segundo tempo, sem poder de reação, o Imperatriz foi facilmente envolvido, até o Botafogo construir a goleada de 7 x 0, a maior sofrida pelo time maranhense.

Futuro
Uma nuvem negra paira sobre o futuro do time. Se os resultados dentro de campo não vem, a preocupação, agora, é a possibilidade, cada vez mais presente, de o time sofrer um WO. Para o próximo compromisso, dia 16 (segunda-feira), contra o Paysandu, o Imperatriz não terá o goleiro Jairo (expulso), o meia Vinicius Machado (lesionado) e Cesinha, que de acordo com informações da assessoria, realizou seu último jogo com a camisa do time e, sequer, retornou para Imperatriz. Além desses, o zagueiro Henrique Mattos, continua no DM. Já o zagueiro Tomais, que cumpriu suspensão pelo 3º cartão amarelo, estará de volta. Mas a pergunta que não quer calar: até quando esses jogadores, que vem segurando essa barra, vão aguentar tanta decepção?

Inscrições
O time tem seis jogadores treinando, a espera da liberação da FIFA para serem inscritos. Só que o Fênix, clube do Uruguai, e que o Imperatriz tem uma dívida de quase R$ 250 mil reais, até agora não respondeu sobre a proposta de parcelamento da dívida, em 4 vezes. O vice-presidente, Dr. Wagner Ayres, já garantiu o pagamento da primeira parcela. Em caso de aceite da proposta, o time ganharia um gás extra para evitar o WO.

Pensar para frente
A decisão da diretoria e Conselho, em realizar a parceria com a JB Sports desencadeou toda essa crise que o time está vivendo. Mas ficar lembrando e criticando não vai resolver o problema do Imperatriz. O presidente Adauto Carvalho só permanece à frente do clube até o encerramento da Série C. Isso é prego batido e ponta virada. Inclusive, graças a sua permanência até o restante da competição é que o time está conseguindo bancar a arbitragem. Existe a expectativa que o vice, Dr. Wagner, assuma o comando para a reconstrução do Cavalo de Aço para o próximo ano.

Só que para isso, precisa sanar essa dívida com o Fênix, para poder inscrever jogadores para as competições do próximo ano. Caso contrário, o time fica impossibilitado de competir. Ou seja, ou se olha para frente e busque soluções para esse problema, ou não se terá time em 2021.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...