MENU

OPROGRESSONET Publicidade 728x90
26/10/2022 às 18h42min - Atualizada em 26/10/2022 às 18h42min

Município inicia Operação Trânsito Seguro

Veículos suspeitos de clonagens, com restrição judicial e adulterados são removidos para o pátio da Setran

Gil Carvalho
Ação também flagra muitos condutores sem CNH - Foto: Assessoria
 
A Operação Trânsito Seguro, deflagrada nesta quarta-feira (26) pela Prefeitura de Imperatriz, por meio da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Setran), atua em vários pontos estratégicos da cidade, com objetivo de retirar de circulação veículos suspeitos de adulteração, com restrição judicial, e condutores sem Carteira Nacional de Habilitação (CNH). A operação, que será realizada 24h, utiliza todo efetivo operacional para reduzir os índices de sinistros e de crimes na via pública.

Além disso, os agentes de trânsito fiscalizam veículos com descarga livre, sem placa de identificação, derramamento de cargas nas vias públicas, carga superdimensionada, combate ao transporte irregular de passageiros, veículos com restrição de furto e roubo e documentos adulterados (CNH e CRLV).

“Todo nosso efetivo trabalha para diminuir o número de acidentes, garantir a segurança viária e a fluidez no trânsito de Imperatriz, cidade que possui a segunda maior frota de veículos do Maranhão”, observa o coordenador-geral de Trânsito, Hodislan Maciel, que revela o grande número de condutores flagrados sem possuir CNH, fato que tem causado muitos acidentes de trânsito, segundo os relatórios de estatísticas da Setran.

Ele ressalta que o patrulhamento viário identificou diversos veículos com placas clonadas, removidos para o pátio da Setran; recuperação de várias motos e carros com restrição de roubo ou furto; documentos adulterados (CNH) e chassis de veículos modificados. “O foco dessa operação é combater esses veículos que estão causando acidentes de trânsito, bem como os chamados moto-fretes, ou seja, a cada dez abordagens, seis não possuem CNH”, detalha.

Hodislan Maciel assinala ainda que através das equipes de moto-patrulhamento está sendo o combate a motociclistas que insistem em utilizar descarga livre, prejudicando o sossego da população e prejudicando o meio ambiente. “Esses motociclistas estão trocando a descarga regulamentar, por outras que causam muito barulho na cidade”, afirma.

Notícias Relacionadas »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90