MENU

OPROGRESSONET Publicidade 728x90
21/10/2022 às 19h47min - Atualizada em 21/10/2022 às 19h47min

Artistas maranhenses produzem mural de arte grafite com temática regional no Centro Cultural Tatajuba

Elicléia Clarícia - Assessora de imprensa e produtora cultural)
A flora, fauna, personagens e hábitos que compõe as maranhensidades são representados em mural realizado por Lea Pac, Edermais e MS Graffit - Fotos: Elicléia Clarícia
 
Palmeiras de babaçu, quebradeiras de coco, araras e cestaria são alguns dos elementos que estão compondo a paisagem do Centro Cultural Tatajuba, espaço que conta com o patrocínio do Instituto Cultural Vale, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. Os artistas maranhenses Lea Pac, Edermais e MS Graffit estão produzindo um grande painel a partir das técnicas de pincéis com tinta acrílica, grafite com spray e aerografia. A ação é um desdobramento do projeto Arte em Cores, dedicado à valorização da arte urbana. A pintura dos murais teve início na semana passada e tem previsão de término neste sábado, dia 22.

O Centro Cultural Tatajuba é um espaço que se dedica à formação artística e à valorização da produção cultural de Imperatriz. Oferta uma programação de qualidade, com exposições, mostras de cinema, oficinas, cursos, debates, artes cênicas, fotografia, feira de livros e outros eventos gratuitos e acessíveis a todos. 

Por ser um espaço cultural de grande circulação, a idealizadora do Tatajuba, Solanda Steckelberg, viu no grafite uma oportunidade de promover a valorização da arte urbana, enaltecendo elementos da cultura local. Os painéis realistas retratam personagens e hábitos que compõe as maranhensidades e as belezas da flora e da fauna do estado.  

Sobre os artistas 
Lea Pac -  Leane de Sousa da Silva, tem 24 anos, nasceu e reside em Açailândia. É artista plástica autodidata, desde criança mantém vivo o interesse em desenhar e, a partir de 2015, apaixonou-se pela pintura a óleo. Firmou-se profissionalmente em 2016, quando tornou as artes visuais a sua principal fonte de renda e equilíbrio para viver. Atualmente, trabalha em várias frentes de produção artística, como a criação de ilustrações, telas e murais sob encomenda. Ministra oficinas de arte e pinturas faciais e também atua profissionalmente como tatuadora.

MS Graffit - Miguel Sousa Neto, tem 43 anos, é natural de Pindaré Mirim e é formado em Letras e Pedagogia. Começou sua jornada artística aos seis anos, por meio de desenhos. As habilidades logo se destacaram nos trabalhos escolares, pinturas de faixas e fachadas. No percurso criativo, descobriu tintas para pinturas em telas, o que acabou fazendo-o chegar ao grafite. É um artista plástico autodidata, graffiteiro e artesão, da transformação social. Vive e atua ativamente na produção cultural em Pindaré Mirim – especialmente, na ornamentação pública dos festejos de carnaval, quadrilha junina e bumba-meu-boi.

Edermais - Eder Alves de Sousa, tem 41 anos e é natural de São Pedro da Água Branca. Aos 14 anos, seu pai Floriano Rodrigues de Sousa, vigilante de um hospital municipal, prometeu-lhe um curso de computação. Seus amigos o sugeriram um outro caminho. Foi assim que Éder começou a desenhar. Trocou o curso de computação por um curso à distância de desenho do Instituto Universal Brasileiro. Este curso seria anual, não fosse a dificuldade financeira do pai de Eder. Ele, ainda menino, absorveu tudo que podia durante três meses pagos de mensalidades interrompidas e fez daquelas orientações o começo da sua trajetória artística. Artista realista, transforma tinta em sentimentos. 

O Centro Cultural Tatajuba está localizado na Av. Getúlio Vargas - 1665, Centro. Para ficar sabendo da programação do centro cultural, basta acompanhar o Instagram ou Facebook @centroculturaltatajuba.

Notícias Relacionadas »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90