MENU

OPROGRESSONET Publicidade 1200x90
OPROGRESSONET Publicidade 728x90
19/10/2022 às 18h59min - Atualizada em 19/10/2022 às 18h59min

Segurança Pública define planejamento para segundo turno das eleições

SECOM
Fotos: Divulgação/Secom
 
A Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-MA) definiu estratégias para serem executadas durante o segundo turno das eleições, no Maranhão. Nesta quarta-feira (19), comandantes das unidades de policiamento da Região Metropolitana de São Luís reuniram no Auditório Coronel Bazola, no Quartel do Comando Geral da Polícia Militar do Maranhão (PM MA), bairro Calhau, para firmar as operações e organização da segurança na data. A votação do segundo turno será dia 30 de outubro.

Na ocasião, foi apresentado o planejamento estratégico, seus desdobramentos e as diretrizes do Comando Geral da PMMA que serão repassados aos policiais. Entre as medidas já definidas, está o destacamento de militares para reforço da segurança nos municípios do interior, seguindo planejamento coordenado e já elaborado pelas equipes do serviços de Inteligência da Segurança  Pública, comando da PMMA e representantes do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MA). 

O comandante-geral da PMMA, coronel Emerson Bezerra destacou a importância da reunião de planejamento. “Nessa reunião, repassamos diretrizes da segurança pública, no que refere ao segundo turno nas eleições. O primeiro turno foi de muito êxito e vamos utilizar o mesmo planejamento para esta segunda etapa. Estaremos de prontidão antes, durante e após as eleições”, informou.

De acordo com a apresentação do plano de segurança para o segundo turno das eleições, a estratégia é repetir as diretrizes executadas no primeiro turno, informou o comandante-geral, Emerson Bezerra. Todo o efetivo vai estar empenhado na operação eleições. A partir do dia 25, as tropas começam a ser enviadas a pontos estratégicos no interior do estado. Aeronaves estarão disponíveis para facilitar o deslocamento e solucionar ocorrências nestas cidades. 

Serão 16 equipes, cerca de 2.5 mil militares, enviados aos municípios do interior, para sanar conflitos relacionados às eleições. No dia das eleições, 30 de outubro, a Polícia Militar estará com efetivo máximo, cerca de 11,5 mil, disponível para o período. 

“O objetivo é a garantia total da segurança aos eleitores para que possam exercer sua cidadania e seu direito ao voto, a exemplo do que foi feito no primeiro turno. Queremos que a população perceba o policiamento nas ruas e que tenham a tranquilidade para votar”, acrescentou o comandante geral da PM. A tropa iniciam retorno aos seus agrupamentos a partir de segunda-feira (31), após as eleições. 

O procurador Regional Eleitoral, Hilton Araújo de Melo, que representou o TRE-MA, avaliou os benefícios da reunião para o sucesso do plano de ações. “Uma reunião de planejamento importante, de quem está na rua e de quem vai proceder essa execução perante o poder judiciário. A responsabilização de eventuais infratores ocorre dentro da esfera do Tribunal Regional Eleitoral, por isso, precisamos receber esse subsídios, sejam da Polícia Militar, dos órgãos de controle de fiscalização, dos próprios municípios e das apurações eventuais criminais que a Polícia Civil e Federal possam repassar ao Ministério Público para que sejam adotadas providências necessárias”, observou.

Hilton de Melo destacou o êxito da atuação integrada da PMMA com os demais sistemas da Segurança Pública, neste período eleitoral. “A Polícia Militar tem sido um excelente exemplo de atuação e de articulação que tem sido feito com o comando geral e que foi muito proveitoso no primeiro turno, inclusive, com apoio das forças armadas. Uma ação que se deu com muita articulação. Um trabalho muito bem executado e conseguimos entregar à sociedade eleições absolutamente tranquilas e dentro da normalidade no primeiro turno. A expectativa é repetir esse sucesso no segundo turno”, ressaltou. 

Participaram ainda da reunião, o coordenador da Polícia Militar para as Eleições 2022, coronel Nilson Ferreira; o  subcomandante-geral da PM, coronel Aritanã Lisboa; e demais autoridades militares. 

Notícias Relacionadas »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90