MENU

OPROGRESSONET Publicidade 1200x90
OPROGRESSONET Publicidade 728x90
19/10/2022 às 18h48min - Atualizada em 19/10/2022 às 18h48min

Estudantes apresentam projeto premiado em Olimpíada de Saúde e Meio Ambiente

As pesquisadoras da rede municipal de ensino, disputarão a Etapa Nacional em dezembro de 2022, no Rio de Janeiro, na Fiocruz

Letícia Holanda
Ascom
Grupo de Imperatriz foi destaque no Nordeste e concorreu com 799 trabalhos de vários estados - Foto: Letícia Holanda
 
Como parte do reconhecimento das pesquisas desenvolvidas na rede municipal de ensino, um grupo de alunas, da Educação de Jovens e Adultos (EJA), da Escola Municipal Afonso Pena, localizada na zona rural, no Km 1700, apresentaram na manhã desta terça-feira (18), o projeto premiado na Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), para a comunidade.

Com tema “Saberes do povoado Km 1700 em Imperatriz/MA: consciência ambiental e medicina alternativa”, a pesquisa faz parte do programa “Meu Ambiente” da Secretaria de Educação (Semed), e busca catalogar as principais plantas e os remédios naturais produzidos no povoado.

O trabalho é fruto das investigações realizadas pela orientadora Giselia Alves, e as alunas Ângela Maria, Dalcilene Carvalho, Maria Francisca e Rayane Pereira, da EJA. Na oportunidade, o secretário-adjunto de Educação, Domingos Bandeira, e a secretária-adjunta de Ensino, Raibeth Fernandes, prestigiaram o momento festivo para o campo científico do município.

O projeto concorreu com 799 trabalhos de todos os estados, e foram selecionadas 36 pesquisas premiadas para a etapa Nacional, em que a Escola Afonso Pena foi destaque do Nordeste, na categoria Projeto de Ciências.
 
A professora orientadora, Gisele Alves, fala da importância e do comprometimento da escola no desenvolvimento de pesquisas. “Nossos resultados são frutos de uma observação feita por meio de questionários aplicados com 161 moradores do povoado, para saber os tipos de plantas medicinais utilizadas, logo depois, fizemos a produção dos xaropes dessas plantas”.

As pesquisadoras da rede municipal de ensino, disputarão a Etapa Nacional em dezembro de 2022, no Rio de Janeiro, na Fiocruz. “Estamos apresentando os resultados de um ardo trabalho, desenvolvido na escola. Sabendo que é preciso fazer pesquisa, e principalmente mostrar para a comunidade nossos achados. Pois, o que pesquisamos na escola, contribui de certa forma, para as pessoas que estão lá fora na sociedade”, conta a aluna Dalcilene Carvalho. 

O secretário de Educação, José Antonio Pereira, ressalta o compromisso da rede municipal de educação, com as pesquisas científicas. “A gestão faz os investimentos com estrutura, ferramentas pedagógicas e os alunos devolvem com resultados, aprendendo e desenvolvendo pesquisas de qualidade, a exemplo da Escola Afonso Pena”.

Notícias Relacionadas »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90