MENU

06/10/2022 às 19h22min - Atualizada em 06/10/2022 às 19h22min

Em reunião com a Alcoa Brasil, Carlos Brandão trata da centralização da produção de alumínio no Maranhão

Secom/MA
Governador Carlos Brandão em reunião com Alcoa Brasil - Foto: Gilson Teixeira
 
Nesta quarta-feira (5), em São Paulo, o governador Carlos Brandão esteve reunido com o presidente da Alcoa Brasil, Otavio Carvalheira, para discutir a ampliação da empresa como forma de promover o desenvolvimento do Estado e centralizar, no Maranhão, a cadeia de produção de alumínio.

A iniciativa de diálogo do Governo do Estado junto à Alcoa Corporation, líder mundial em produtos de bauxita, alumina e alumínio, busca aumentar a industrialização do Maranhão a partir do aproveitamento do metal na construção civil, em etapas de transporte, licenciamento e fontes de energia na fabricação.
A reunião contou, ainda, com presenças importantes como as do vice-governador Felipe Camarão, do senador Flávio Dino (PSB/MA), do secretário de Estado de Indústria e Comércio do Maranhão (Seinc), Cassiano Pereira Júnior; além da assistente executiva da presidência da Alcoa, Juliana Abade; dos diretores de Energia, Alfredo Duarte, e Tributário, Eduardo Doria.

“Nesta importante reunião com a Alcoa, viemos tratar de novos investimentos. Temos uma boa relação com a Alcoa, logo quando assumi, ela contratou 2.500 novos funcionários que foram capacitados no nosso estado. O meu governo será de atração de investimentos para a geração de muitos empregos e renda. Eu saio daqui muito otimista com essa reunião, as perspectivas para a expansão de novos serviços são muito boas”, afirmou o governador Carlos Brandão.

O vice-governador Felipe Camarão destaca que durante o diálogo foi tratada a possibilidade de integrar o projeto de educação técnica e profissionalizante dos Iemas à capacitação da mão de obra maranhense, visando ocupar os postos de trabalho em possíveis expansões da empresa.

“Acompanhei o governador Carlos Brandão e o senador Flávio Dino em reunião na Alcoa buscando investimentos, geração de emprego e renda e, também, oferecendo oportunidade de qualificação de mão de obra através da educação dos nossos Iemas, tanto dos de tempo integral, quantos dos profissionalizantes, para absorver a mão de obra dos maranhenses”, destacou Camarão.

Para Cassiano Pereira Junior, a geração de emprego é algo pensado a médio e longo prazo. “Durante a reunião, discutimos, também, a possibilidade de usar a estrutura dos Iemas vocacionais para capacitar a mão de obra necessária para as empresas que irão verticalizar a cadeia. A ideia é gerar emprego duradouro e continuo e não apenas o emprego momentânea para a implantação”, afirmou o secretário de Indústria e Comércio.

Para o presidente da Alcoa Brasil, Otávio Carvalheira, o diálogo junto ao governador e ao senador possibilitou a manutenção de uma convivência harmoniosa da empresa no estado, assim como a tratativa de novos negócios.
“Foi uma honra para a Alcoa ter recebido em nosso escritório o governador e o senador do Maranhão recém-eleitos. A Alumar tem uma presença há mais de 40 anos no Maranhão, e vamos continuar fazendo desta convivência algo harmonioso e proveitoso para todos os maranhenses. Hoje, tivemos a oportunidade de falar não só do religamento da [fábrica] Redução, mas também de outros importantes projetos que a Alumar tem pela frente”, pontuou o presidente da Alcoa Brasil.

Notícias Relacionadas »
Comentários »