MENU

OPROGRESSONET Publicidade 728x90
06/10/2022 às 18h53min - Atualizada em 06/10/2022 às 18h53min

Polícia Civil prende suspeitos do golpe do pix em Imperatriz

Os três foram presos no Parque Alvorada II e autuados em flagrante por crime de estelionato qualificado

Dema de Oliveira
Momento da chegada dos dois jovens presos na Delegacia Regional de Polícia Civil - Foto: Divulgação

  
Depois de uma minuciosa investigação, policiais civis prenderam nesta quinta-feira (6) três pessoas suspeitas do golpe do pix em Imperatriz. Os três, dois homens e uma mulher, foram presos nesta quinta-feira (6), no Parque Alvorada II, e autuados em flagrante por crime de estelionato qualificado.

João Victor da Silva Bento, 20 anos, e Marcos Vinicius da Silva Pereira Braga, 18 anos, são suspeitos de ter colocado a foto de uma jovem em um grupo de WhatsApp, como se ela tivesse sido vítima de sequestro e exigido da família, que fosse feito transferência via pix. A genitora da jovem transferiu R$ 1.890,00 para uma conta passada pelos meliantes. Iria transferir mais 2.800,00, até ser alertada que tudo não passava do golpe do pix, e que a filha dela não estava sequestrada coisa nenhuma.

A vítima registrou um boletim de ocorrência, ocasião que a Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), sob o comando do delegado Vital de Carvalho, passou a investigar o caso e ontem, quinta-feira, conseguiu chegar aos suspeitos, que foram presos e conduzidos para a DRF, onde foram autuados em flagrante. A mulher, Maria Eloisa Alves Pereira Braga, para cuja conta foi feita a transferência dos R$ 1.890,00, também foi detida para prestar depoimento. 

Segundo o delegado Vital, esse tipo de crime tem acontecido muito nas grandes cidades e em Imperatriz não está sendo diferente. 

João Victor e Marcos Vinicius foram levados no fim da tarde para o sistema prisional, onde permanecerão, até ulterior deliberação da justiça.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90