MENU

04/10/2022 às 17h53min - Atualizada em 04/10/2022 às 17h53min

Entidades do Sistema FIEMA são bem avaliadas pela população de São Luís em pesquisa inédita

A pesquisa ouviu 800 entrevistados em todos os bairros da capital maranhense agrupados por regiões

Imprensa/Sistema FIEMA
Fotos: Divulgação
 
SÃO LUÍS - Pela primeira vez a Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA) encomendou uma pesquisa para saber o quanto a população de São Luís conhece do Sistema FIEMA (SESI, SENAI, IEL e Federação). O objetivo é que a pesquisa seja realizada anualmente e os dados guiem a instituição na criação estratégica de serviços e produtos que estejam em consonância com as expectativas da população.  

A pesquisa foi realizada com base em 800 amostras divididas em 10 regiões de São Luís. Os bairros foram agrupados em regiões, conforme a área de influência e a existência de aparelhos públicos, como escolas e postos de saúde; comércio e transporte público. A distribuição amostral foi definida de acordo com dados do Censo Demográfico do IBGE, realizado em 2010, assim como mapeamento feito pelo INCID/Prefeitura de São Luís e o Cadastro Nacional de Endereços para Fins Estatísticos (CNEFE/IBGE). A pesquisa feita pela empresa Luneta ouviu pessoas com idade a partir de 16 anos divididas por faixa de renda. Entre os entrevistados, 56,5% são mulheres.  

O presidente da FIEMA, Edilson Baldez, explicou que a pesquisa ajuda a FIEMA a compreender como a população de São Luís avalia os serviços ofertados pelo SESI, SENAI, IEL e a própria Federação. “Os dados nos mostram onde estão as oportunidades de formatarmos serviços que impactam positivamente na nossa população e em quais bairros podemos ampliar a nossa presença”, destacou. Esta é a primeira vez que a FIEMA realiza uma pesquisa desta natureza, ouvindo a população comum e não apenas sindicatos e empresas industriais.  

AVALIAÇÃO POSITIVA - O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial no Maranhão é ‘bem conhecido’ ou ‘mais ou menos conhecido’ por mais de 70% dos entrevistados. Depois dele vem o Serviço Social da Indústria (65,83%), a Federação das Indústrias (45,66%) e o Instituto Euvaldo Lodi (26,74%). Entre os que conhecem as instituições que compõem o Sistema FIEMA, mais de 87% acham o SENAI ótimo ou bom. Para a mesma pergunta o SESI teve mais de 84% de aprovação, a FIEMA mais de 78% e o IEL mais de 68%.  

As pessoas também foram questionadas sobre o quanto se consideram informadas sobre o papel do Sistema FIEMA e se as instituições cumprem total e/ou parcialmente aquilo a que se propõem.  A avaliação mais positiva foi em relação aos serviços do SENAI. Quase 100% dos entrevistados concordam que o SENAI forma bons profissionais; 98,5% disseram que os cursos facilitam a obtenção de um emprego e 98% sabem que o SENAI tem serviços de tecnologia e inovação. Os respondentes avaliaram ainda que os cursos têm valores acessíveis (86%) e são de fácil acesso (37%).  

Quando questionados se o Sistema FIEMA cumpre total ou parcialmente seus objetivos institucionais, a avaliação também foi positiva. Para 96% das pessoas, a  FIEMA cumpre total ou parcialmente o objetivo de defesa de interesses e de promoção de políticas públicas voltadas para a produção industrial; mais de 95% concordam que o Sistema FIEMA  desenvolve programas que contribuem para a melhoria da saúde e segurança no trabalho; mais de 97% acreditam que são cumpridas ações e projetos nas áreas de educação básica, formação profissional e empresarial e quase 95% falaram que a entidade cumpre o desenvolvimento de soluções técnicas e tecnológicas para a indústria.  

Já em relação ao SESI os entrevistados disseram que concordam total ou parcialmente que a entidade contribui para a formação e qualidade de vida do trabalhador da indústria (98%), para a formação do trabalhador da indústria por meio da Educação de Jovens e Adultos (96%) e para a redução dos acidentes de trabalho na indústria (90%). Mais de 86% dos respondentes consideram acessíveis os valores cobrados pelo SESI-MA.  

Por fim, para todos os objetivos do IEL, mais de 94% dos entrevistados consideraram que são comprimidos total e/ou parcialmente. São eles: oferta de programas voltados à gestão de talentos da indústria com foco em estágio, auxílio na seleção de novos colaboradores para as empresas e promoção do desenvolvimento das empresas maranhenses com a oferta de educação empresarial. Para saber mais sobre o Sistema FIEMA acesse www.fiema.org.br/

Notícias Relacionadas »
Comentários »