MENU

30/09/2022 às 20h02min - Atualizada em 30/09/2022 às 20h02min

Livro sobre reserva extrativista é lançado na UEMASUL

A produção é resultado de pesquisas e estudos, realizadas por pesquisadores da universidade

Ascom/UEMASUL
A produção serve como material para subsídio de outras estratégias de conservação, bem como para a diversidade da flora e fauna maranhense - Foto: Ascom/UEMASUL
 
Foi lançado nesta quarta feira, 28 de setembro de 2022, no auditório da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UEMASUL), campus Imperatriz,  o livro “Reserva Extrativista do Ciriaco, Maranhão, Brasil: potenciais de flora e entomofauna”. A produção serve como material para subsídio de outras estratégias de conservação. 

A obra, de autoria de professores e discentes da UEMASUL, é resultado de pesquisas e estudos,  realizados na reserva Ciriaco, localizada na cidade de Cidelândia-MA, localizada a 72 km de Imperatriz. A publicação foi organizada pelas professoras Ivaneide de Oliveira Nascimento e Fabiana dos Santos Oliveira. 

Grande parte dos autores participantes do livro é graduada em Ciências Biológicas. Ivaneide destacou a cooperação dos estudantes. “Os alunos têm uma grande importância dentro do projeto de pesquisa, porque a partir dos projetos eles constroem conhecimento e formamos futuros pesquisadores”.

A autora Fabiana dos Santos explicou que, inicialmente, o objetivo era conhecer as características ecológicas das abelhas, uma vez que a reserva Ciriaco tem como base o extrativismo do coco babaçu. “Mas não se conhecia quais eram as plantas e quais abelhas que serviam para polinizar e dar manutenção a essas espécies vegetais. Daí surgiu a ideia de escrever o projeto”, afirmou a professora.

Após a aprovação do projeto em edital de iniciação científica, professores se interessaram e começaram a desenvolver outros estudos de pesquisas, como análise botânica e aracnofauna.

“Ao desenvolver esses projetos, observamos que tínhamos uma coletânea de informações a respeito da reserva. Precisava difundir, precisava levar para a comunidade”, afirmou a professora Ivaneide de Oliveira. A produção teve o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA).

A partir do projeto, os alunos realizaram a produção científica dentro da universidade e puderam conhecer as características vegetais e ecológicas de uma unidade de conservação local. “A gente ajuda no ensino, na pesquisa e na extensão”, ressaltou a professora Fabiana dos Santos. 

O livro “Reserva Extrativista do Ciriaco, Maranhão, Brasil: potenciais de flora e entomofauna” é estruturado em sete capítulos: Reservas extrativistas do estado do Maranhão; Caracterização da Resex: abelhas e plantas como fontes de recursos naturais e econômicos; Observação da interação abelha-planta entre espécies da reserva Ciriaco no município de Cidelândia-MA; Estudo morfológico de espécies vegetais submetidas a fatores ambientais da reserva extrativista Ciriaco no município de Cidelândia-MA; Anatomia epidérmica foliar de espécies de fabaceae lindl. Ocorrentes na reserva extrativista do Ciriaco, Maranhão; Estudo fitoquímico de espécies vegetais da reserva extrativista Ciriaco com potencial de atividade antifúngica sobre Fusarium sp; e Diversidade de aranhas diurnas em vegetação arbórea-arbustiva na reserva extrativista do Ciriaco, Maranhão. 

Notícias Relacionadas »
Comentários »